04/01/21 - 11:06:41

COVID-19: PREFEITURA ESTIMA IMUNIZAR, INICIALMENTE, MAIS DE 126 MIL ARACAJUANOS

Alinhado às diretrizes do Ministério da Saúde, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), pretende adquirir, junto ao Instituto Butantan, mais de 300 mil doses de vacina contra a covid-19, com a estimativa de imunizar, inicialmente, mais de 126 mil aracajuanos.

Aracaju foi uma das primeiras capitais do País a tomar iniciativa de enviar uma Carta de Intenções, na qual firma um entendimento com o Butantan, por intermédio da SMS, para a aquisição inicial da vacina que está sendo desenvolvida pelo Instituto, e cujos ensaios estão em fase avançada.

Desde então, técnicos da Saúde de Aracaju se debruçam para montar um planejamento estratégico de vacinação na capital, o qual se dará em quatro fases, com definição dos grupos prioritários feita a partir de critérios epidemiológicos, clínicos e populacionais.

O prefeito Edvaldo Nogueira defende que um plano nacional seja conduzido pelo Governo Federal, tendo os estados e municípios como executores. Mas, segundo o gestor, caso isso não aconteça, o Município viabilizará as alternativas para que os aracajuanos sejam vacinados.

“De um jeito ou de outro, vamos vacinar. Faremos o esforço que for necessário para que Aracaju não fique sem vacina. No momento em que a vacina chegar, Aracaju fará a imunização da sua população”, assegurou o prefeito em entrevista concedida na quarta-feira (30).

De acordo com a secretária da Saúdea, Waneska Barboza, a estimativa da SMS é imunizar por etapas. Na primeira fase, devem receber a vacina trabalhadores da área de saúde e idosos com mais de 75 anos e idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência.

A gestora diz ainda que na segunda fase serão imunizados idosos entre 60 e 74 anos em qualquer situação. Na terceira fase, serão imunizadas pessoas em condições de saúde relacionadas a casos mais graves da covid-19. Já a quarta fase abrange professores, profissionais da segurança, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

Waneska Barboza ressalta que a Prefeitura vem estudando a ampliação dos locais de armazenamento de vacinas, o quantitativo de Unidades Básicas de Saúde que irão disponibilizar o imunobiológico, o público prioritário e a necessidade de aquisição de insumos. “Montamos um planejamento para atender a população com segurança e com tranquilidade”, assegura a gestora.

Proposta

A proposta da SMS é que, inicialmente, a vacinação seja realizada em 40 Unidades Básicas de Saúde (UBS), já que a rede municipal possui quatro UBS exclusivas para síndrome gripal.

Dessas 40 UBS, 13 funcionam em horário estendido e as salas de vacina deverão funcionar de segunda a sexta-feira, de 8 às 18 horas. São elas: Hugo Gurgel (Coroa do Meio), Francisco Fonseca (18 do Forte), Max Carvalho (Ponto Novo), Antônio Alves (Atalaia); Dona Jovem (Bairro Industrial), Manoel de Souza (Conjunto Sol Nascente), Santa Terezinha (Robalo), Joaldo Barbosa (Bairro América), José Calumby (Jardim Centenário), Augusto Franco (Augusto Franco), Fernando Sampaio (Castelo Branco), Cândida Alves (Santo Antônio) e Sinhazinha (Grageru).

Nas demais 27 Unidades, as salas estarão abertas de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas. O planejamento da Secretaria apresenta, ainda, a possibilidade de vacinação drive-thru nos estacionamentos de shoppings e no campus Farolândia da Universidade Tiradentes. E está em análise, também, a aquisição de insumos como seringas e equipamentos de proteção individual (EPIs), caso se faça necessário.

Foto Sérgio Silva