04/01/21 - 14:41:42

Parque dos Falcões obtém licença ambiental do Governo do Estado 

Autorização é destinada à reforma e operação do centro de criação, manejo, reprodução e reabilitação de aves de rapina em cativeiro

A Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) emitiu licença referente à reforma e operação do Centro de criação, manejo, reprodução e reabilitação de aves de rapina em cativeiro, no Parque dos Falcões, localizado no munícipio de Itabaiana, Agreste sergipano. A regularização de operação traz segurança institucional para o parque e també  tranquiliza a sociedade sergipana e turistas, uma vez que os assegura de frequentarem um local ambientalmente licenciado para os devidos fins a que se propõe.

Para o diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias, a obtenção da licença é uma grande conquista. “A autorização traz consigo tudo aquilo que se deseja para uma planta de funcionamento. Além da licença regulatória para operação, o órgão estadual do meio ambiente autoriza o manejo de fauna e faz com que o Parque dos Falcões tenha sua vida implementada no sentido de toda regulamentação ambiental para seus fins de administração. Com a regularização, ganha o parque e o Estado de Sergipe”, explica.

Com a concessão da licença, o parque se torna um importante produto turístico do Estado, uma vez que devidamente regulamentado, o local poderá obter recursos de fundos que existem no âmbito federal e de empresas que apoiam esse tipo de iniciativa. Estas ações são propositivas para o desenvolvimento do turismo em diversas áreas, sendo a ambiental, a mais importante delas.

Parque dos Falcões

Localizado no início de uma parte da Serra de Itabaiana, o Parque dos Falcões faz parte da lista de pontos turísticos declarados como patrimônios culturais de Sergipe, título concedido em outubro de 2020 pelo Governo do Estado, por meio da Lei 8.765/2020.

A medida traz como principal objetivo o reconhecimento da história e a importância da preservação do local, que atrai turistas para a região. O Parque dos Falcões é uma organização de proteção e acolhimento de aves de rapina, que trabalha no resgate e recuperação de animais desde 1999. A fim de conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação da vida animal selvagem, o parque foi inserido no roteiro ecoturístico sergipano e é conhecido mundialmente. O espaço  possui autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que garante a proteção dos animais que vivem no local.

Fonte e foto assessoria