06/01/21 - 05:33:26

Sinpol/SE inicia visitas de 2021 dialogando sobre projeto de adicional de periculosidade

Juntamente com a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado de Sergipe (Adepol/SE), o Sinpol/SE esteve na Delegacia de Turismo (Detur)

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) realizou na manhã desta terça-feira, 5, a primeira visita a uma unidade da Polícia Civil no ano de 2021. Juntamente com a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado de Sergipe (Adepol/SE), o Sinpol/SE esteve na Delegacia de Turismo (Detur).

Na oportunidade, os diretores sindicais dialogaram com os colegas sobre o quanto a condição de policial civil é perigosa e arriscada, e, por conta disso, existe o direito ao adicional de periculosidade. Uma reunião com o governador Belivaldo Chagas sobre o pleito ainda é aguardada.

Para Ênio Nascimento, diretor jurídico do Sinpol/SE, o fortalecimento da união de toda a base da Polícia Civil é imprescindível neste momento de luta por melhorias para toda a categoria.

“Com o uso progressivo de toda nossa estratégia de enfrentamento montada contra esse descompromisso que o governador Belivaldo Chagas tem demonstrado para com a Polícia Civil estamos visitando as unidades policiais para poder explicar melhor aos trabalhadores policiais civis do que é que se trata o adicional de periculosidade e quais as suas possibilidades jurídicas, sociais e constitucionais. Nesse sentido a gente depois que sedimentar a periculosidade como algo certeiro a gente vai começar a trabalhar também a sociedade. Esse é o momento de fazer multiplicadores e tirar todas as dúvidas dos policiais civis e se aproximar ainda mais da base da Polícia Civil, trazendo o policial civil de todos os cargos para essa luta junto com o Sinpol e com a Adepol”, afirmou Ênio Nascimento.

As entidades sindicais seguem unidas na luta coletiva por valorização profissional dos agentes, agentes auxiliares, delegados e escrivães. O vice-presidente jurídico da Adepol/SE, Adelmo Pelágio, ressaltou a receptividade dos colegas que estão cada vez mais compreendendo que a luta pelo direito ao adicional de periculosidade é justa e necessária.

“Estamos retomando a nossa mobilização ao nosso justo direito ao adicional de periculosidade. Encontramos uma receptividade maravilhosa com todos os nossos colegas trabalhadores policiais civis que compreenderam nossa mensagem e abraçaram emocionalmente a convicção de que nós temos um direito justo, constitucional ao adicional de periculosidade. Cada policial civil se tornará protagonista nessa luta pela materialização dessa nossa justa expectativa”, afirmou o vice-presidente jurídico da Adepol/SE, Adelmo Pelágio.

Fonte e foto assessoria