07/01/21 - 06:45:15

Centro de Controle de Zoonoses apresenta balanço das principais ações de 2020

No sentido de controlar e combater doenças que possam ser transmitidas aos seres humanos pelos animais, a Prefeitura de Aracaju, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), desenvolveu diversas ações e serviços ao longo de 2020.

Em um trabalho integrado, desenvolvido por agentes de combate a endemias, o CCZ executou ações inseridas nos programas de controle de esquistossomose, leishmaniose, bloqueios de casos e controles químicos. O trabalho também envolveu visitas domiciliares com caráter educativo, consultas, exames laboratoriais, vacinação, dedetização de praças e ainda cirurgias de castração de cães e gatos.

Entre as principais doenças que podem ser transmitidas por animais, destacam-se a leptospirose, a leishmaniose e a raiva. No ano passado, o Centro de Controle de Zoonoses de Aracaju realizou 496 visitas para orientação sobre animais sinantrópicos (que se adaptam a viver junto com os humanos), a exemplo de escorpiões, pombos, baratas, ratos e cupins.

“Nessas ações, temos o cuidado de orientar a população sobre como identificar e proceder no controle desses animais. Nessa época do ano, por exemplo, com a alta temperatura, surgem mais notificações relatando o aparecimento de escorpiões, que por sua vez se alimentam de baratas. Então é importante que as pessoas estejam cientes de como lidar nesses casos, para evitar acidentes e até mesmo a proliferação desses animais”, orienta a gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Marina Sena.

Outra atividade importante no trabalho de visita aos imóveis é a orientação para prevenção da Leishmaniose Visceral (LVC), ação que, entre janeiro e novembro do ano passado, foi realizada em 8.988 residências. Nesse mesmo período foram realizadas 855 coletas para teste de LVC .

Ampliando o trabalho de controle desses animais, além das visitas domiciliares, as atividades de campo do CCZ desenvolvem o Projeto Praça Limpa. A iniciativa é responsável pelo controle químico nas localidades, por meio da dedetização e desratização, trabalho que, em 2020, atingiu 311 praças da cidade.

“Também contabilizamos, no último ano, o trabalho de consultas de triagem, cirurgias, exames e vacinas. Em 2020, foram 1.083 consultas realizadas e 1.664 cirurgias de castração de cães e gatos feitas, até 28 de dezembro. Ainda tivemos 4.663 exames de esquistossomose computados até o dia 21 do mesmo mês, e 40.958 animais vacinados até o mês de novembro”, resumiu Marina Sena.

Informações e foto assessoria