11/01/21 - 11:35:51

Prefeitura orienta cuidados para evitar picadas de escorpiões

Com a chegada do verão e a elevação da temperatura, o aparecimento de animais peçonhentos também cresce, com destaque para os escorpiões. O número de notificações com estes animais é o motivo pelo qual a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), reforça o alerta sobre os cuidados que a população deve adotar para evitar acidentes.

De acordo com a gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Marina Sena, este ano ainda não foi registrado nenhum caso, já no ano de 2020 foram registrados 602 casos de acidentes por picada de escorpião. “Os registros foram mais numerosos nos bairros Santos Dumont, Santa Maria, Industrial, Cidade Nova e América. A partir das notificações, são realizadas visitas nas quais as equipes avaliam o ambiente para orientar o que está propiciando o aparecimento desses animais e as formas de prevenir os acidentes”, explica.

Sintomas

Nos acidentes considerados leves, a pessoa apresenta inchaço, vermelhidão, calor e pelos eriçados no local da picada. Nos casos moderados, somam-se sintomas como vômitos, náuseas, hipertensão e taquicardia. Os acidentes graves podem provocar vômitos intensos e frequentes, muita sudorese, agitação, aumento ou diminuição da frequência cardíaca, arritmias, contrações musculares, edema e choque.

“Uma das formas para evitar o aparecimento dos escorpiões é diminuir a quantidade de baratas nas residências, uma vez que elas são fonte de alimentação dos escorpiões. Além disso, os escorpiões, normalmente, ficam em lugares sombreados, escuros e úmidos”, afirma a gerente.

Medidas e cuidados

Um cuidado primordial para evitar a picada desses animais é examinar roupas pessoais, de cama e banho, e calçados antes de usá-los. Além disso, não se deve mexer em gavetas, caixas ou sacolas sem antes examiná-las. A picada é a defesa do escorpião e elas são sempre acidentais. É importante ressaltar que ao ser picada, a vítima deve lavar o ferimento com água e sabão, e procurar imediatamente uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

Outras medidas podem ser tomadas para evitar escorpiões, como fazer barreiras físicas, conservar o imóvel livre de rachaduras e manter os quintais limpos, e ralos devidamente tampados, já que este é a porta de entrada dos escorpiões nos imóveis.

“Além disso, não se deve deixar madeiras amontoadas e entulhos, pois os escorpiões se abrigam e se reproduzem nestes locais. São cuidados relativamente simples, mas que evitam o aparecimento dos peçonhentos. Em casos de acidentes com o escorpião, é recomendado que a pessoa não faça a ingestão de medicamentos sem orientação médica e não jogue substâncias químicas, nem amarre a área picada. Dessa forma, a vítima pode receber um tratamento específico e mais eficaz”, completa Marina Sena.

Fonte e foto AAN