22/01/21 - 00:32:47

Oposição reticente e confusa

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Claro que a vacinação contra a Covid-19 é assunto que supera todos os demais no País. Pela euforia de imunização e a absoluta indignação com alguns mais espertos que furaram a fila e se vacinaram primeiro dos que estavam esperando o momento marcado para sua vez, determinado pelos protocolos das Secretarias de Saúde, através de projeto do Ministério da Saúde. Políticos, empresários e servidores da área estão sendo investigados em quase todo o Brasil, o que não deixa de ser uma vergonha para um país sempre sob suspeita de corrupção, até num processo que defende a vida.

Mesmo assim, as conversas políticas rolam de forma tímida. Ninguém pretende tratar do assunto enquanto está nesse ciclo salva vidas, mas as coisas acontecem e de alguma forma mexem com um segmento sempre em evidência, até mesmo sobre assuntos que estão em pauta e que a população se volta para ele. As conversas sobre sucessão estadual não cessam, embora tudo esteja em absoluto banho maria, sempre tem alguma especulação em debate sobre a formação de chapas majoritárias e de parlamentares.

O fato novo é a composição de um bloco que envolva o PT, o PL e o PSC – Rogério Carvalho a governador, Valmir de Francisquinho a vice e André Moura ao Senado – que começa a formar certo burburinho entre os partidos, pela aparente dificuldade de sua formação. Apenas aparente, porque os atores principais enxergam um cenário possível, mesmo com visível dificuldade ideológica. Os três acham que nessa questão os pruridos não podem ser ingredientes de uma receita que busca a formação de um bloco coeso, porque o resultado e fortalecimento político é que devem prevalecer, já que os caminhos ideológicos estão cada vez mais tortuosos… E sem movimento.

Mas isso provoca um mal estar entre setores de uma outra área da oposição. É que o senador Alessandro Vieira (Cidadania), admite que o seu partido tenha candidato ao Governo. Contaria com a própria legenda e o PL através do presidente municipal, Milton Andrade, que põe seu nome à sucessão estadual, caso Danielle não aceite. Acontece que na formação da chapa estadual, o presidente que comanda a PL é Valmir de Francisquinho, que pode ser o vice na estrutura montada pelo outro bloco. Milton tende a filiar-se ao PSDB, mas, numa chapa em que esteja o PL, os tucanos se atrelam com facilidade.

Teria então o PSB, mas também é um partido que está de olho na nova chapa e se anima a integrá-la, dependendo de uma conversa que aconteça a qualquer momento. Está tudo se estreitando para o Cidadania e dificultando para a delegada disputar até vaga na Câmara Federal. Tudo está sendo conduzido para que o Patriota, o Cidadania e o PSB se fundam para a formação de uma chapa a Federal. Quem arquiteta isso admite que Valadares Filho, Danielle Garcia e Emília Correa, juntos, possam eleger até dois deputados, caso estejam em uma das três legendas [duas delas teriam que sumir].

Todos pensam em uma estrutura forte e acham que a nova chapa majoritária daria para acomodar bem, sem divergências, mas sem o senador Alessandro Garcia.

Vigilância sobre vacina

A vigilância sobre a quebra de protocolos para vacinação movimenta-se com firmeza e está aceitando denúncias anônimas sobre autoridades que furam fila.

*** Segundo matéria enviada pelas redes, tem lideranças políticas municipais que também vacinaram parentes, por determinação de prefeitos.

*** Sugere que a população não tenha medo e faça denúncias para que ninguém saia prejudicado.

Coluna à disposição

A coluna se coloca à disposição dos leitores e colaboradores para divulgar denúncias de privilégios na vacinação, a fim de não prejudicar os que estão em risco.

*** Esse tipo de vantagem não deve ser concedida a ninguém, exatamente para que seja obedecida com rigidez e a vacinação chegue rapidamente àqueles que mais precisam.

Difícil de entender

Ao ler matéria sobre a intensificação da vigilância para evitar “fura filas na vacina”, um leitor diz: “certas coisas são difíceis de entender”.
*** E continua: “estão brigando por uma vacina com 50% de possibilidade de imunização e 50% de possibilidade de ter efeitos colaterais gravíssimos”.

Não terá carnaval

Belivaldo Chagas põe um ponto final: não terá festejos no carnaval, com o objetivo de evitar aglomerações. Está certo. O momento não é para blocos de frevos e sambas.

*** Mas o ponto facultativo, caso não seja anunciado, o bloco dos mascarados vai carnavalizar o período em festas particulares. Feriado deve ser só na terça-feira.

*** Sobre a questão do facultativo, só será decidido na próxima sexta-feira.

Cidadania disputa Governo

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse ontem que em Sergipe “estamos conversando com o grupo para definir a estratégia”.

*** Avisou também que o Cidadania terá candidatura ao Governo do Estado em 2022, mas ficou em silêncio em relação ao nome.

*** Quanto à eleição a presidente do Senado, Alessandro disse que “será disputada” e que “defendo o nome da Simone Tebet para garantir a independência do Congresso”.

Milton à disposição

O presidente municipal do Partido Liberal (PL), Milton Andrade, já disse que o grupo que o partido integra, ao lado de Danielle Garcia (Cidadania) e Valadares Filho (PSB) terá candidato a governador e ao Senado.

*** Deixou bem claro: se a Danielle não topar disputar o Governo, ele colocará o seu nome à disposição.

Pode cair por terra

A informação que mais circula hoje, nesse quesito sucessão estadual, é que a oposição pensa na formação da chapa “Rogério Carvalho (governador), Valmir de Francisquinho (vice) e André Moura (Senado)”.

*** Caso esta chapa se concretize, o projeto do empresário Milton Andrade pode cair por terra, porque Valmir de Francisquinho é PL.

Luciano também a vice

Um deputado estadual disse ontem que a colocação de Valmir de Francisquinho (PL) como provável candidato a vice em 2022, decorre de sua liderança no agreste, a partir de Itabaiana.

*** Tem um porém: a situação pode sugerir Luciano Bispo (MDB) para vice em 2022, que tem força política no agreste e é bem aceito nas demais regiões do Estado.

Pergunta com outra

A vice-governadora Eliane Aquino (PT) respondeu a uma pergunta do colunista com outra: “com tudo que você está vendo no cenário nacional, não está decepcionado também com a política”?

*** Eliane disse ainda que “está tudo em paz apesar da pandemia”.

*** Sobre provável candidatura em 2022 disse: “não sei do dia de amanhã, mas estou na política e não desistirei dos meus sonhos de um mundo mais justo”.

Gualberto e partido

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) ainda não fala para qual partido vai, mas antecipa que não se filia a nenhuma sigla que apoie o presidente Jair Bolsonaro.

*** Gualberto será candidato a deputado federal, continuará no bloco que está, já teve conversa com o governador Belivaldo Chagas e terá encontro com Edvaldo Nogueira na próxima semana.

*** Também vai consultar os aliados mais próximos para adotar sua posição com apoio de todos.

Samuel está com 90%

O deputado estadual Capitão Samuel (PSC) é candidato a deputado federal em 2022 e tem 90% de disputar pelo (DEM). Para completar os 100 diz que faltam detalhes.

*** Samuel admite que a senadora Maria do Carmo esteja muito empolgada para disputar a reeleição, “mais ainda não bateu o martelo”.

Mais um bom papo

Metrópoles – O presidente Bolsonaro voltou a atacar o apresentador e âncora do Jornal Nacional, William Bonner, ao afirmar que ele é “mentiroso” e tem “cara de pastel”.

Revista Fórum – Enfermeira toma vacina com camiseta de “Fora, Bolsonaro” e sofre pressão para apagar foto.

Blog do Noblat – Pesquisa revela que Bolsonaro executou uma “estratégia institucional de propagação do coronavírus.”

Revista Fórum – Amoêdo, MBL e VemPraRua lançam manifesto pelo impeachment do presidente Jar Bolsonaro.

Revista Fórum – Apoiado por PT e PDT e por Bolsonaro, Pacheco evita se posicionar sobre o impeachment, mas cede no tema do auxílio.

Energia Solar – Aumentou no Brasil o uso de energia solar. E a alternativa sustentável e mais econômica chegou até nas comunidades do Rio.

Orlando Guerreiro – Aonde você acha que foram parar as sessenta mil doses da vacina que desapareceram em Manaus?

Francisco Castro – Bolsonarista, filho de ex-deputado, e irmãs, filhas de um grande empresário, revoltam o povo por furarem fila da vacinação contra a Covid-19.