22/01/21 - 15:15:13

Psicóloga do Ipesaúde fala sobre a importância da campanha Janeiro Branco

A campanha do Janeiro Branco deste ano incentiva a adesão da ideia de que todo cuidado é importante, com a proposta de “fazer um pacto pela Saúde Mental da humanidade em torno da ideia de que todo cuidado conta”, segundo o Instituto Janeiro Branco.

E o Instituto de Promoção e Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Sergipe (Ipesaúde), levando em consideração, ainda, o momento pandêmico e de isolamento social em que estamos, não poderia deixar de falar sobre o assunto.

Por isso, a psicóloga do Serviço de Atenção à Saúde Mental da autarquia (Sasm), Thaís Freitas, falou sobre a importância da campanha e deu dicas de como manter a saúde mental em dia.

“O janeiro branco é uma campanha que convida as pessoas a refletirem sobre a saúde mental, para gerar conscientização e combater tabus.

As ações buscam estimular a compreensão de que, igual ao físico, a mente também requer atenção e cuidados”, disse Thaís Freitas.

A escolha do mês e da cor alusiva à prevenção e combate à doença foi pensada levando em consideração alguns critérios, segundo a psicóloga Thaís Freitas.

“A escolha de janeiro foi uma forma de chamar atenção, logo no começo do ano, para os motivos frustrantes de não ter conseguido cumprir as metas estabelecidas no ano anterior.

Ou seja, buscar oportunidades de fazer diferente, de recomeçar e obter novos estilos de vida.

Janeiro, portanto, pode ser considerado como uma página em branco, onde pode ser reescrita uma história, a depender das nossas atitudes.

A cor branca remete a inspiração e criatividade, pois é a partir do branco que toda cor pode surgir”, explicou a psicóloga Thaís Freitas.

Saúde mental versus pandemia

O ser humano é um ser sociável e viver isolado foge de sua habitualidade, por isso a incidência de problemas psicológicos é comum.

Ano passado quando a pandemia da Covid-19 acometeu todo o mundo, todo o mundo se viu tendo que lidar não apenas com o isolamento, mas com o medo tanto da letalidade do vírus, quanto da imprevisibilidade do momento.

Segundo a psicóloga Thaís,  “são comuns as manifestações de raiva, insegurança e desesperança pela perda da liberdade.

É uma condição particular de estresse que impacta nossas mentes, desorganiza nossas vidas e aumenta o risco de desenvolvimento de transtornos mentais.

Acredito que os medos mais comuns são o medo da morte, ou de ficar gravemente doente, de contaminar um ente querido ou da insegurança financeira”, comenta.

Por isso, é importante sempre buscar o autocuidado, não apenas do corpo, mas da mente também, como conta Thaís Freitas.

“Devemos encontrar uma maneira saudável, flexível e, de preferência, prazerosa para balancear o lado positivo e negativo da vida. Buscar atitudes de autocuidado, como, por exemplo, dar valor aos pensamentos, emoções, na tentativa de administrar melhor, ou até mesmo solucionar situações de incômodos por vezes mal resolvidas”.

Dicas

Manter a saúde mental em dias não é tarefa simples, mas não é impossível.

Existem várias atitudes que se feitas diariamente é possível ter uma mente saudável.

Então, por isso, a psicóloga Thaís listou algumas tarefas para quem acha importante e deseja manter uma saúde mental de qualidade, são elas:

  • Buscar ajuda especializada
  • Reflita sobre sua vida atual
  • Pratique exercícios com frequência
  • Faça meditação
  • Priorize o sono
  • Cuide da alimentação
  • Reserve um tempo para atividades prazerosas
  • Pratique o autocuidado
  • Mantenha o equilíbrio entre as responsabilidades e atividades de lazer
  • Reserve um tempo para ter com a família e amigos: converse, sorria e abrace.

O Serviço de Atenção à Saúde Mental (SASM) do Ipesaúde fica localizado no Bloco 3B na sede da autarquia que fica na Rua Campos, 177, São José. O serviço funciona por meio de hora marcada, de segunda a sexta, das 7h às 18h.

Fonte e foto assessoria