24/01/21 - 08:39:21

Vacinadores que atuam em UBSs da capital são imunizados contra covid-19

O cronograma estabelecido pelo Plano Municipal de Vacinação da Prefeitura de Aracaju segue dentro do previsto e, na manhã deste sábado, 23, o foco se voltou para aqueles que vão imunizar a população na segunda fase da campanha que adota as diretrizes do Ministério da Saúde. Assim, cerca de 200 profissionais que atuam nas salas de vacinação das 40 Unidades Básicas de Saúde (UBS) são imunizados no dia de hoje, na sede da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

São técnicos, auxiliares e enfermeiros que estão na espera para atuar na segunda fase da campanha, quando serão imunizados idosos a partir de 60 anos. Ainda que a próxima fase ainda não tenha data definida para ser iniciada, já é razão de expectativa e, ao mesmo tempo, de maior segurança para seguir trabalhando na linha de frente no combate ao coronavírus.

A secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, destaca a relevância de imunizar esse grupo de profissionais e como o trabalho, até o momento, tem se desenvolvido dentro do programado.

“É importante, também, que esses trabalhadores sejam imunizados para que eles possam estar estimulados e protegidos, tanto com relação à transmissão para a população quanto para não serem contaminados por quem chega às unidades e postos de saúde. No geral, temos um balanço muito positivo dos primeiros quatro dias de vacinação, com uma média de mil pessoas vacinadas diariamente”, pontua a secretária.

Com a chegada de mais doses de vacinas ao Brasil, a Prefeitura já está se planejando para os próximos passos. “Esperamos que, até a próxima quarta-feira, consigamos vacinar os profissionais da maior parte dos hospitais. Agora, aguardamos a definição do governo federal e do governo do Estado sobre as doses que foram liberadas pela Anvisa ontem, qual o quantitativo que Aracaju vai receber, para que possamos dar seguimento à vacinação. Ainda não sabemos se elas serão, ainda, para os trabalhadores da saúde ou se já será disparada a segunda fase do Plano Nacional de Vacinação, no entanto, já temos uma prévia organização da logística”, salienta Waneska.

Nova perspectiva

Para quem atua na área da saúde e, sobretudo, na linha de frente do enfrentamento ao coronavírus, a vacinação representa uma mudança de perspectiva para o futuro, inclusive para a otimização dos trabalhos.

A enfermeira Deise Gomes, da UBS Eunice Barbosa, localizada no bairro Coqueiral, ressalta o sentimento de satisfação. Ela foi uma das primeiras profissionais a ser vacinada, neste sábado.

“É um dia para agradecer. Esse é um momento muito importante para todos nós, não só profissionais da saúde, afinal, se estamos sendo vacinados hoje, é porque um passo relevante já foi dado e, em breve, todos estarão vacinados. A vacina é a melhor forma de proteger a população e, por isso, tenho muita gratidão”, frisa Deise.

Já a enfermeira Telma Medeiros, da UBS João Cardoso, no bairro José Conrado de Araújo, aproveitou o momento para fazer um alerta. “Não é porque a vacinação começou que temos que deixar de lado os cuidados, pelo contrário. Temos que continuar seguindo os protocolos sanitários, mesmo com o início da vacinação. É preciso que boa parte da população esteja vacinada para que possamos estar mais tranquilos quanto a isso. No mais, além da dose de vacina, recebi uma dose de esperança, também”, destaca.

Para a técnica de enfermagem Cristiane Campos, que trabalha na UBS Renato Mazze Lucas, no Santos Dumont, a vacina é um ato de segurança. “Ela representa algo muito grande para nossa saúde e prevenção. Sinto que sou uma felizarda por ser vacinada e trabalharei mais tranquila porque tive covid-19 duas vezes. Fomos capacitados e estamos preparados para vacinar a população”, relata a profissional.

Iniciada na terça-feira, 19, a campanha de vacinação contra a covid-19 de Aracaju já imunizou 4.115 pessoas, entre profissionais de saúde da linha de frente de combate à pandemia, idosos institucionalizados e cuidadores dessas instituições.

O Plano

A capital recebeu, nesse primeiro momento, 21.878 doses da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac Biotech. As doses são destinadas para o público da primeira etapa, profissionais de saúde da linha de frente de combate à covid-19, a exemplo dos que atuam em UTI’s, urgências, unidades exclusivas para síndromes gripais, idosos que residem em abrigos ou asilos e seus cuidadores.

O Plano de Vacinação de Aracaju foi estabelecido de forma a garantir que a população tenha acesso ao imunizante com segurança, sem aglomerações, e respeitando a urgência dos grupos prioritários. Ele foi dividido em quatro etapas e subdividido em fases para que sejam respeitadas as prioridades entre os grupos de risco, que reúnem milhares de pessoas.

Foto: Marcelle Cristinne