01/02/21 - 05:40:03

O ato de escrever é temática do Sarau no Coreto, em Monte Alegre

A noite deste sábado, 30/01/21, foi regada à poesia e uma roda de conversa sobre o “Caminho da escrita: a voz de escritores” na 41ª edição de Sarau no Coreto, Monte Alegre de Sergipe. O evento aconteceu na plataforma Google Meet reunindo escritores sergipanos e a escritora pernambucana, Bruna Carvalho.

Na ocasião, o anfitrião, profº Carlos Alexandre, fez uma explanação do processo da escrita na sociedade desde a pré-história até a contemporaneidade, ressaltando a importância do surgimento da imprensa no Século XV por Johannes Gutemberg. Esta criação revolucionou a escrita por permitir um marco temporal e atemporal dos registros. Hoje, desfrutamos de um acervo voltado a diversas áreas do conhecimento impresso e digital. Além disso, houve um destaque de alguns escritores sergipanos e dos movimentos literários que acontecem em nosso estado.

O escritor Antônio Francisco (Saracura) falou de sua caminhada, evidenciando o resgate das memórias, a recepção dos seus textos e o diálogo entre o escritor e leitores. Em seguida, foi feita a recitação do poema “Mutante Insanidade” do poeta gloriense Jorge Henrique. Jodoval Luiz, presidente da Academia Riachuelense de Letras, Ciência e Artes (ARLA), abordou sobre as ações desenvolvidas pela Academia junto à comunidade do município de Riachuelo – SE, destacando o envolvimento de jovens estudantes na I Antologia organizada pela ARLA. Corroborando com a abordagem do acadêmico, o escritor estanciano Hélio de Souza fez uma explanação de sua caminhando e destacou que no auge dos seus 80 anos estará lançando sua primeira obra literária.

A poesia voltou à cena com uma recitação autoral da jovem Adriely. Após a recitação, Carlos Alexandre e Márcia Fernanda, fizeram a apresentação do card de divulgação do IV Encontro de Escritores Monte-Alegrenses & Convidados (IV EEMAC). As inscrições estarão abertas de 01/02/21 a 31/05/21 para escritores de todo o Brasil.

O professor Adebaldo Junior destacou a importância do envolvimento de jovens no universo da escrita, citando o projeto desenvolvido por ele e o professor Jorge Henrique sobre a produção de contos que envolveu jovens estudantes de Nossa Senhora da Glória-SE.

Seguindo, o pároco Adalto Santos, a escritora Bruna e o professor Adhemir Quaresma recitaram um poema de própria autoria. Aloísio Rosa, professor e escritor, fez um apontamento sobre o ato de escrever, evidenciando a construção das personagens.

A edição é encerrada com uma recitação feita pela professora Márcia Fernanda e com uma reafirmação da necessidade de preservarmos e valorizarmos a escrita feita por homens e mulheres de nosso Brasil. Contamos com a presença da jovem Adriene e do escritor monte-alegrense José Nunes. Consolidando o pensamento da escritora Clarice Lispector quando disse que “Minha liberdade é escrever. A palavra é o meu domínio sobre o mundo”. Tenhamos liberdade de escrever e reescrever histórias reais e fictícias.

O Sarau no Coreto é este universo de palavras escritas, faladas e cantadas. O palco de todos. Um espaço plural e significativo no coração do sertão sergipano. Em fevereiro, abordaremos sobre o “Racismo” e você é o nosso convidado. Vida longa ao Sarau no Coreto!

Carlos Alexandre N. Aragão

Idealizador