02/02/21 - 00:18:11

A conquista de poder requer flexibilização

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Quem está em Aracaju e não se interessa pelo interior, não sabe avaliar o que está acontecendo por lá nas questões políticas. Os municípios são mais autênticos que as Capitais, porque expõem suas vontades e tendências com naturalidade e absoluta clareza. Tanto que os partidos políticos não importam. O eleitor mantém viva a ação de suas lideranças iniciais, que terminam se eternizando e fixando seguidores, como acontecem com as torcidas dos times de futebol. O objetivo é ganhar a cada pleito, mas as derrotas não afastam ninguém das suas convicções, que se tornam fervorosas e se mantêm.

Nem sempre um partido forte é o que agem leva seus seguidores como se fossem seitas e perpetuam o domínio natural dos seus filiados. Na concepção política do momento o idealismo radical ganhou azas e entendeu que precisa flexibilizar para conquistar espaços e, mais adiante, usar régua e compasso para traçar e montar projetos que façam valer suas origens. Dá para perceber, com muita clareza, que uma composição ideológica fechada está à deriva e a cada dia parece complicado um seguimento homogêneo não quebrar à esquerda ou direita, a busca da maioria que conduz ao Poder.

Já passou o sonho do pensamento único. Pode-se até calcular um projeto político que cumpra objetivos definidos, mas não será fácil manter a rigidez de um trabalho em absoluta linha reta, se não for através da força, porque todos se voltam para a necessidade e direito de satisfazer à vontades e percorrer caminhos adversos do que é determinado por um poder central, democratizando o ir e vir, sem ter que seguir ordens.   A tendência natural não é o ‘centrão’ manhoso, mas também não dá mais para o centralismo vantajoso que fortalece o capitalismo selvagem.

Há uma necessidade de se entender que a força dominante perde o poder se não ceder para um povo que vê a democracia como única saída e precisa usar e abusar dos seus direitos, mesmo dentro de uma estrutura que se vislumbre escravatista. Uma aliança com tendências variadas é lógico que tem muito mais força para estar no comando político, desde que não busque conduzir sua gente por um corredor que lhe tire os movimentos. O melhor caminho é o da expectativa de todos terem os mesmos direitos e usufruir do melhor que se pode oferecer a uma gente, sem discriminação de cor, gênero ou posição social.

Talvez se esteja relatando utopias, mas não se pode transformar um País com tanto pensamento contraditório, principalmente no segmento vantagem exclusiva, o que favorece a corrupção tão impossível de se combater pela força com que o dinheiro seduz até os mais sérios. O formato político está mudando, porque a cada dia o povo entende que merece ser feliz, sem precisar de conceitos primários de uma ideologia exclusivista.

Comemora com Rogério

Agora, aos 09 minutos da madrugada desta terça-feira (02), o encontro para comemoração da conquista de Rodrigo Pacheco da Presidência do Senado, aconteceu em casa do senador sergipano Rogério Carvalho (foto).

*** Foram para lá o já ex-presidente Alcolumbre, e o próprio Rodrigo para conversarem sobre a eleição e de fatos políticos que aconteceram durante dia. O papo rolou solto até quase amanhecer.

Bolsonaro mais forte

Bolsonaro saiu politicamente fortalecido com o resultado no Congresso, elegendo Artur Lira (PP) para presidente da Câmara, e Rodrigo Pacheco (DEM) para o Senado.

*** Bolsonaro conhece bem o Congresso, principalmente a Câmara, e sabe muito bem como manusear o centrão para eleger quem ele indicar.

*** Agora, o presidente Bolsonaro respira tranquilo e ri do ensaio sobre impeachment.

Ainda sobre o carnaval

A discussão ainda é sobre ponto facultativo no carnaval. Será decidido na próxima quinta-feira, durante reunião do Comitê Técnico Científico.

*** Há um detalhe: Bahia, Alagoas e Pernambuco já decidiram que não darão ponto facultativo no período de carnaval.

*** Curiosidade: Sergipe não tem feriado de carnaval, nem na terça-feira. Incorporou já há muitos anos, para acompanhar outros Estados.

Voto para Simone

O seunador Alessandro Vieira (Cidadania) disse que o seu colega Rodrigo Pacheco (DEM) é preparado, tem condições de fazer um bom trabalho.

*** – Meu voto foi da Simone, mas vou procurar colaborar para uma boa gestão, disse ele.

Eliane à disposição do País

A vice-governadora Eliane Aquino (PT) já chegou a falar que poderia disputar vaga de deputada federal em 2022. Ontem ela disse que estará à disposição do partido para o que precisar.

*** Acha que esse momento é para discutir a Pandemia e admite que a questão política deve ser vista mais à frente.

*** Eliane lembra que o processo político é uma coisa e a força que se faz para conter a pandemia é diferente: “Política para angariar o Poder está arruinando o País”. Disse.

PT vai mal em Estância

O grupo do PT ligado ao ex-candidato do partido a prefeito de Estância, Dominguinhos, deseja deixar a legenda. O vereador Arthur (PT) já está apoiando o prefeito Gilson Andrade (PP).

*** Dominguinhos também pode sair do PT e já teve uma conversa com Rogério Carvalho, que pediu para ele refletir e rever esse pensamento.

*** Segundo ainda Dominguinhos, em outros municípios tem muita liderança que se mostra insatisfeita e se diz disposta a deixar o partido.

Psol e PDT são opções

Dominguinhos deixa claro, entretanto, que se realmente deixar o PT vai procurar outra legenda de esquerda, mas ainda não definiu qual seria.

*** Citou o Psol e PDT como duas opções, mas que nada está definido e nem será agora.

Magno com Luciano

Ainda em Estância, ontem, o ex-prefeito Carlos Magno e o filho, ex-vereador Tito Magno, ambos do PSB, vão apoiar a reeleição do deputado estadual Luciano Pimentel, nas eleições de 2022.

*** Os três vinham conversando já há alguns dias e a aliança entre os três foi fechada durante um almoço naquela cidade.

Cidadania e sucessão

O Cidadania vai participar das eleições de 2022 com candidato ao Governo do Estado e o nome mais cotado para cabeça de chapa é o do senador Alessandro Vieira.

*** Na reunião que tiveram no final de semana, não nomes já definidos, mas ficou certo de que o partido tentará o Governo do Estado.

Câmara e Assembleia

O ex-candidata à Prefeitura de Aracaju, Danielle Garcia (Cidadania), não participou da reunião porque teve plantões seguidos na delegacia.

*** Tudo indica que ela será candidata a deputada federal pelo partido.

*** O Cidadania já tem uma candidata certa a estadual, vereadora Sheila Galba e um nome que se revela também para estadual ou federal: jornalista Ricardo Marques.

Apoio a Belivaldo

O deputado Fábio Mitidieri disse, ontem, “que estamos enfrentando uma pandemia jamais vista por nossa geração”.

*** Além disse, vive-se uma “crise sanitária, econômica e moral. Governar em tempos assim está longe de ser uma missão fácil”.

*** – Portanto, quero deixar o meu total apoio ao governador Belivaldo Chagas que tem nos conduzido de melhor forma possível, disse.

PT tranquilo e ajudando

O presidente regional do PT em Sergipe, deputado federal João Daniel, admite que o partido em Sergipe está se cuidando para pensar na estruturação dos diretórios e pensar em 2022.

*** João Daniel disse ainda que “estamos tranquilos, confiando e ajudando no bloco do governador Belivaldo Chagas”.

Sergipe e Lira

Antes da votação para presidente da Câmara Federal, o deputado Laercio Oliveira disse que o seu candidato e correligionário, Artur Lira, ganharia o pleito por até 300 votos.

*** Segundo Laércio, da bancada de Sergipe na Câmara, só João Daniel (PT) e Fábio Reis (MDB), votaram em Baleia Rossi (MDB).

Jairo e Chico do PT

Em Glória o ex-deputado Jairo Santana será candidato a deputado estadual pelo Republicanos. O ex-prefeito Chico dos Correios (PT) também disputa mandato, mas depende da deputada Janier Mota.

*** Se Janier candidatar-se a federal, Chico vai a estadual. Mas se a deputada optar pela reeleição, ele vai a federal.

Formação de chapa

Articuladores políticos não param de discutir a sucessão estadual, apesar da distância para o pleito e até de antecipar uma situação quando se cuida da pandemia.

*** A informação que circula é que está em formação uma chapa que pode se tornar imbatível.

Carlão aos 60 anos

Carlão é um sergipano que trabalha há anos no Congresso. Hoje ele comemora seus 60 anos junto a amigos e familiares. Carlão conhece bem Brasília e também é muito conhecido por lá.

*** Já trabalhou com vários parlamentares do Estado, como os ex-senadores Albano Franco, Almeida Lima e Eduardo Amorim, mais recentemente com o ex-deputado Adelson Barreto e atualmente com o deputado Fábio Henrique.

*** Carlão conhece bem os corredores de Brasília…

Uma boa conversa

Pode decepcionar – Clóvis Silveira diz que “podemos até decepcionar, porque não somos compreendidos, somos interpretados”!

Marcelo Tass – O Brasil merece algo bem melhor que Rodrigo Maia. Cuidado com essas amizades, você já se equivocou em outras.

TV-Cultura – Presidente e seu filho Flavio Bolsonaro usaram as redes sociais para apoiar o voto impresso durante a eleição para presidência do Senado.

Voto impresso – Presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, diz que o voto impresso vai judicializar as eleições,

Mônica Bergamo – A candidatura de Arthur Lira juntou Bolsonaro a Aécio Neves, Eduardo Cunha, ACM Neto e centenas de parlamentares do Centrão.

Cláudio Humberto – Maia chora outra vez, ao se despedir da presidência da Câmara, e abandona o DEM.

Gaudêncio Torquato – O apoio do Centrão na Câmara ao governo significa rolo compressor só no primeiro momento! Mais adiante, Centrão vai conferir se os compromissos estão sendo cumpridos! E poderá ter outra posição.

Uol Notícias – Major Olimpio: “Rachadinha é coisa de ladrão. Seja o ladrão o presidente, seja lá quem for”.