04/02/21 - 05:00:38

BB/LOTÉRICAS: JOÃO DANIEL COBRA EXPLICAÇÕES DO MINISTÉRIO DA ECONOMIA

O deputado federal João Daniel (PT/SE) apresentou requerimento de informações 63/2021 para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, dê explicações sobre a extinção do convênio que permitia o compartilhamento de lotéricas e terminais de autoatendimento, entre a Caixa Econômica e o Banco do Brasil. O pedido tem como base a decisão do BB, comunicada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), de que desde 18 de novembro o banco encerraria a parceria com a Caixa Econômica Federal para a utilização das lotéricas e terminais compartilhados entre as duas instituições.

A parceria iniciou em 2005, com objetivo de cortar custos e aumentar a eficiência nas transações mais utilizadas pelos clientes, como saques, recebimento de boletos, consulta a saldo de conta corrente e poupança. Além dos postos compartilhados e dos terminais das agências, os clientes contavam com 13 mil lotéricas para o atendimento. Para o deputado João Daniel, essa decisão, como tem sido uma prática da administração do Banco do Brasil, vai no sentido de reduzir o seu papel social e o atendimento às populações que residem distantes dos grandes centros. “A medida trará reflexo negativo para os milhões de clientes do banco, desconsiderando a realidade brasileira, a dimensão geográfica do país e a necessidade de manter atendimento presencial para milhares de brasileiros”, disse.

O parlamentar ressaltou que essa medida veio em meio à pandemia que sacrifica mais ainda a vida de milhões de brasileiros, fazendo com que os usuários fiquem sem os serviços ou sejam obrigados a se deslocar para locais distantes de onde moram ou trabalham para ter acesso ao atendimento que vinha sendo feito de forma mais efetiva, reduzindo os riscos de contaminação pela Covid-19. João Daniel alerta que este fato agravará ainda mais a vida de milhares de milhares de funcionários dos dois bancos, sobrecarregando, sobremaneira, toda a rede com essa decisão.

Nesse sentido, o requerimento quer informações para saber se foi do conhecimento do Ministério da Economia a adoção dessa medida, mesmo considerando os problemas da pandemia de Covid-19; quais as razões para que essa medida fosse tomada; que estudos levaram à adoção da medida, com a análise dos seus reflexos para os clientes; se existem estudos que demonstrem o volume de operações realizadas por conta desse convênio encerrado, tais como saques, pagamentos, depósitos, depósitos, extratos, etc.

Além disso, o requerimento também quer informações de como os clientes, que ficaram sem esses serviços, estão sendo atendidos em cidades que não possuem agências do Banco do Brasil; e, também, o que representa essa decisão em termos de custo/benefícios. “É fundamental que esses questionamentos sejam respondidos pelo Ministério da Economia, pois sabemos a importância do serviço e da praticidade para os clientes a forma como o convênio assistia os usuários dessas instituições financeiras”, afirmou João Daniel.

Foto assessoria

Por Edjane Oliveira