09/02/21 - 13:49:09

ZEZINHO CLAMA AO MINISTÉRIO DA SAÚDE: “VACINA A PARTIR DOS 60 ANOS JÁ”

Na Sessão Remota desta terça-feira, dia 09, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) fez um apelo ao Ministério da Saúde para que inclua todas as pessoas a partir dos 60 anos na lista de grupos prioritários do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, especialmente em Sergipe.

“Estudos do próprio Ministério mostram que 72% dos óbitos em Sergipe e no Brasil são de pessoas acima de 60 anos. São cidadãos que possuem comorbidades, que estão expostos, trabalham, cuidam de outros idosos, etc. Em nosso estado, 11% da população tem 60 anos ou mais, o que equivale a cerca de 250 mil pessoas. Acredito que isso se replica nos demais estados e em outros países. O Ministério da Saúde deveria prover a compra e distribuição de mais vacinas em quantidades maiores e já deveria ter incluído este público desde o início”, reivindicou Zezinho Sobral.

O parlamentar pontuou que o Sistema Único de Saúde (SUS) tem grande capacidade de vacinação e deu como exemplo as campanhas exitosas de imunização contra o sarampo. “Se tivermos um recorte por idade, as unidades básicas de saúde terão efetividade, rapidez e resolutividade. Tenho certeza que, em Sergipe, o resultado seria muito positivo, porque a Secretaria de Estado da Saúde está preparada, só precisamos de mais insumos. Devemos vacinar 70% da população como meta final, mas, neste momento, além dos profissionais de saúde que já estão sendo vacinados, o Ministério deve estabelecer um critério de corte a partir dos 60 anos, porque isso representa muito em Sergipe e em outros estados”, ressaltou Sobral.

Zezinho Sobral solicitou, ainda, que as estatísticas sejam levadas em consideração pelo Ministério da Saúde. “Os profissionais de saúde que, desde o início, estão na linha de frente, enfrentando e combatendo essa pandemia, colocando as próprias vidas e as vidas dos familiares em risco, devem ser sempre prioridade, assim como policiais, garis, professores, cuidadores de idosos, jornalistas, funcionários de supermercado, diaristas, frentistas… Muitos desses profissionais têm 60 anos e trabalham com atendimento ao público no dia a dia. Precisamos fazer algo nesse sentido para que o MS compreenda nossa reivindicação”, sugeriu.

“A vacinação deve seguir o óbvio: ao imunizar as pessoas a partir dos 60 anos, teríamos a redução dos 72% dos óbitos. Precisamos urgente de vacinas em quantidades maiores para que a população sergipana seja completamente assistida”, completou Zezinho Sobral.

Ascom Deputado Zezinho Sobral