11/02/21 - 16:42:12

Excesso de velocidade é a infração mais registrada em Aracaju, aponta SMTT

O excesso de velocidade eleva a probabilidade de o motorista perder o controle do veículo e diminui a capacidade dele se antecipar a possíveis situações perigosas, e isso, consequentemente, aumenta o risco de acidente e a gravidade das lesões quando ele ocorre. Apesar do perigo, essa foi a infração mais registrada no ano de 2020 na capital sergipana, de acordo com dados apurados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).

Em seguida estão o avanço de sinal vermelho, condução de veículo segurando celular,  estacionamento em local proibido e deixar de usar o cinto de segurança. Essas cinco infrações representam 79,9% das autuações da SMTT no ano de 2020.

“Em Aracaju, a velocidade máxima permitida é de 60 km/h, mas há locais em que a velocidade máxima é de 40 km/h. Esses limites são calculados com base na geometria, as condições da via e o entorno. A intenção é sempre garantir a segurança de todos e evitar acidentes, mas alguns condutores, infelizmente, insistem em trafegar acima da velocidade permitida, oferecendo riscos reais e graves aos seus semelhantes e a si mesmo”, alerta o superintendente da SMTT, Renato Telles.

Ele reforça a importância da conscientização da população para a redução do número de infrações e acidentes. “Mais de 90% dos acidentes acontecem por imprudência. E isso é uma triste realidade, já que com conscientização e respeito às leis e sinalizações muitos acidentes poderiam ser evitados. A nossa equipe de Educação para o Trânsito realiza ações frequentes para chamar a atenção dos condutores para as boas práticas no trânsito, mas precisamos da colaboração de toda a população. Se cada um fizer a sua parte, teremos um trânsito mais seguro para todos”, disse.

Redução de acidentes

Comparando os números de 2020 com 2019, houve uma  redução de 18,81% no índice de acidentes no ano passado, porém, ainda é preciso mais conscientização e uma mudança de comportamento da população, ressalta o superintendente.

“As ações educativas e o investimento da Prefeitura em melhorias na mobilidade urbana, contribuíram para a redução dos acidentes, mas ainda há muito a ser feito. Por isso, pedimos, mais uma vez, que a população seja mais consciente e prudente, e ajude a salvar vidas”, conclui Renato.

Alerta

A Organização Mundial da Saúde (OMS) relaciona o risco de acidentes e mortes ao aumento da velocidade. Segundo cálculos baseados em relatórios de ocorrências de trânsito enviados por todo o mundo e compilados pela Organização, quando se ultrapassa em 1% o limite de velocidade da via, os riscos médios sobem 3% e o perigo de morte cresce até 5%.

Fonte e foto AAN