14/02/21 - 07:55:21

ZEZINHO SOBRAL DIZ QUE O MOMENTO NA PANDEMIA AINDA É DE CUIDADOS

O deputado estadual Zezinho Sobral, concedeu entrevista à Agência de Notícias Alese, avaliando o cenário da Economia do Estado durante o período carnavalesco, uma vez que o Governo do Estado, devido ao momento epidemiológico em Sergipe dos últimos dias, decidiu suspender o ponto facultativo no feriado de carnaval nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro. Nesse período, as repartições públicas estaduais funcionam normalmente.

Baseado em dados do Ministério da Saúde, o parlamentar adverte que o cenário da pandêmico continua preocupante para 2021, e ressalta que o motivo é a aceleração do número de casos e mortes em alguns estados. Os mortos pela Covid-19 no Brasil ultrapassam 230 mil e o total de casos já chegam a 9,4 milhões. Em Sergipe, 143.400 pessoas já testaram positivo para a Covid-19 e 2.855 morreram. Apesar desse cenário, 134.274 pacientes foram curados no estado.

“Nós ainda nos mantemos num momento de pandemia. O número de mortos e de infectados aponta que o crescimento da pandemia é significativo. Em Sergipe e em demais estados do Brasil, ainda não há vacinas suficientes para atender o grupo de risco mais iminente. Além dos profissionais de saúde, obviamente, nós temos também as faixas etárias acima dos 60 anos, onde é mais atingível, e onde é mais sofrida a questão da pandemia, onde 70% das mortes estão acima desta faixa etária”, observa Zezinho Sobral.

Ele continua, e destaca posicionamento do Governo do Estado sobre a suspensão do ponto facultativo do carnaval diante da pandemia. E lembra que não foi uma atitude isolado do governo, quando, além de Sergipe, outros 20 estados já tomaram a decisão como medida restritiva e preventiva para conter a pandemia.

“Também sentirei a ausência do Carnaval. Não que brincasse no Carnaval ou participasse, mas pelo momento de descontração que a população brasileira está acostumada a viver. É uma festa cultural e está gravada na mente de cada um. Este ano não será dessa forma”, destacou Zezinho, lembrando que a contaminação foi registrada no dia 26 de fevereiro e, na época, ao menos 20 casos suspeitos eram monitorados.

“O carnaval do ano passado marcou o início da pandemia. Depois do Carnaval ela começou a aparecer de maneira mais evidente, se espalhando em todo o Brasil e mundo, tendo em vista que as pessoas viajam, se encontram, vão para lugares diferentes”, exemplificou, citando atuação acertado do governo. “Então me parece muito acertado que o Governo não tenha dado o ponto facultativo [do Carnaval], com o objetivo de reduzir e coibir as aglomerações ou promover qualquer coisa neste sentido”, avaliou Zezinho Sobral.

No dia 26 de fevereiro de 2021 foi  confirmado primeiro caso de coronavírus no Brasil. Paciente é um homem de 61 anos que viajou à Itália, e deu entrada no Hospital Albert Einstein no dia anterior.

Turismo

Olhando para o turismo em Sergipe e o giro na economia do setor no período carnavalesco, o deputado descarta possíveis prejuízos. Ele lembra que o turista que vem para Sergipe é um turista que vem  em busca de tranquilidade e sossego. “Então, o fato de não haver aglomerações, e nem mini blocos carnavalesco, não vai, em regra, afetar esse turista porque ele já vinha com esse objetivo.

Os hotéis estão funcionando normalmente e dentro das regras estabelecidas pela Vigilância Sanitária em função da Covid. Inclusive, já era a mesma regra de antes da suspensão do feriado do carnaval, não houve alterações neste sentido. Os demais estados do Nordeste como Alagoas e Pernambuco, estados vizinhos, estão seguindo a mesma regra. Paraíba também. Então, não vejo porque isso possa afetar tão fortemente este momento e o Governo, claro, pretende estimular o turismo, mas entende que precisamos ultrapassar a fase mais crítica da pandemia”, pontuou.

Por Stephanie Macêdo

Foto: Joel Luiz