15/02/21 - 11:33:04

Empreendimento comercial foi flagrado durante operação para coibir furto de água em Aracaju

Empresário da construção civil utilizava água de forma clandestina em construção de 400 casas na capital

Mais de 400 casas residenciais estavam sendo construídas com a utilização indevida de água, por um empreendimento comercial, no bairro Santa Maria, na Zona Sul de Aracaju. A ação foi flagrada em mais um desdobramento da operação conjunta entre a Companhia de Saneamento de Sergipe(Deso), Secretaria de Segurança Pública de Sergipe(9SSP) e a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), para coibir o furto de água.

A Perícia Criminal esteve presente juntamente com o apoio da Polícia Militar, e ao entrarem no local, foram feitas as análises e constatado que o empreendimento estava sendo construído com água irregular, com elementos suficientes para a condução do profissional responsável pela obra no momento, para a delegacia. De acordo com José Carlos da Silva, engenheiro da Deso, gerente responsável pelo Distrito Sul, ao constatar as irregularidades o corte da água no local foi efetuado. “O empreendimento estava sendo construído e não poderia ter água fornecida pela Deso no seu interior, pois a empresa só faz interligação quando o cliente pede a ligação definitiva, mas constatamos, ao acessar o terreno da empresa, que tem água sendo utilizada de forma irregular”, relatou.

Para a perita criminal Graziele Oliveira, a coleta detectou a presença de cloro na água, o que significa que é água tratada pela Deso. “Fomos acionados para fazer uma constatação de furto de água, com apoio da Deso e Polícia Militar. Durante o exame pericial constatamos que havia o furto. Coletamos materiais para passar por exames complementares para constatação de cloro e verificamos que é água tratada pela Deso”, disse.

A operação tem como objetivo averiguar os hidrômetros, e outros equipamentos relacionados à distribuição de água que afeta toda população, para impedir que fraudes impactem no abastecimento de água. A Deso tem o apoio da Polícia Civil no auxílio e no suporte para aferir e atestar a prática do eventual flagrante de furto de água e através da interação entre Polícias Militar e Civil e Instituto de Criminalística, será feita a materialidade técnica. A população também pode denunciar essa prática através do telefone 181.

Foto: Ascom/ Sedurbs