18/02/21 - 12:17:48

Programa de combate ao tabagismo amplia atendimentos em mais de 300%

Causador de diversas doenças graves, o tabagismo é uma doença crônica caracterizada pela dependência física e psicológica do consumo excessivo de tabaco. Apesar disso, ainda existem muitas pessoas que continuam com esse vício que interfere na qualidade de vida desses cidadãos.

Para reverter esse quadro, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), executa, na capital sergipana, o Programa de Combate ao Tabagismo, de iniciativa do Governo Federal.

Somente em 2020, 162 aracajuanos deixaram de fumar graças ao Programa. Em comparação ao ano anterior, o crescimento foi superior a 300%, quando 40 pessoas haviam sido atendidas. Ao procurarem o serviço, os cidadãos passam por uma consulta com uma médica pneumologista, recebem medicação gratuitamente e recomendações para casa.

O tratamento utiliza a abordagem cognitivo-comportamental para entender os motivos do vício e dura, em média, de oito a dez semanas. Além disso, o programa atende, também, casos de recaída, garantindo o acompanhamento do paciente em todas as fases.

De acordo com a médica pneumologista Ana Paula Argolo, com o auxílio adequado é possível vencer o vício. “Toda pessoa que um dia escolheu fumar tem o direito e pode escolher parar de fumar. Não é porque fuma há muito tempo, ou porque fuma muito, que não será possível parar de fumar. Nosso trabalho é orientar e dar suporte nesse processo”, enfatiza.

Foi o que aconteceu com o enfermeiro Roberto Augusto de Andrade, que fuma desde os 18 anos, mas decidiu largar o cigarro com o apoio do Programa. “Primeiro procurei acompanhamento na rede particular, mas a medicação era muito cara. Então descobri o programa, que é uma iniciativa incrível. Passei pela triagem e hoje tive minha primeira consulta. Agora farei o tratamento e terei o acompanhamento para ver os resultados”, relata.

Atendimento

Durante a pandemia, a procura pelo atendimento cresceu significativamente por conta da relação entre o fumo e o aumento dos riscos de complicações relacionadas à covid-19. Segundo a coordenadora do Programa de Combate ao Tabagismo em Aracaju, Nazaré Aragão, o aumento ocorreu mesmo com a adequação do tratamento às medidas de biossegurança para evitar a proliferação do novo coronavírus.

“Os grupos de acolhimento foram suspensos e o acompanhamento passou a ser individualizado, o que garantiu o atendimento e o aumento do número de pacientes”, explica a coordenadora.

Atualmente, o Programa se encontra sem fila de espera, funcionando de portas abertas. Quem deseja receber o acompanhamento deve comparecer ao Centro de Especialidade Médicas de Aracaju (Cemar) do Siqueira Campos, situado na rua Bahia, S/N, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Os interessados precisam ser moradores da capital e levar o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Tratando o tabagismo com seriedade, é possível largar o vício do cigarro e ter uma condição de vida melhor, como orienta a médica Ana Paula. “Tem que encarar o tabagismo como doença que merece ser tratada, e não é como uma questão de escolha. Acredite que você pode e merece parar de fumar”.

Foto: Ana Lícia Menezes