20/02/21 - 06:00:30

SEGURANÇA PÚBLICA APREENDE QUASE 700 ARMAS DE FOGO IRREGULARES EM 2020

Um dos principais pilares do combate à violência e redução de crimes contra o patrimônio e, principalmente, contra a vida, é a apreensão de armas de fogo irregulares que circulavam nas ruas e avenidas da capital e do interior do estado. Assim, como resultado das ações e operações deflagradas pelas Polícias Militar e Civil de Sergipe, foram apreendidas, no ano passado, quase 700 armas de fogo. Então, as mais de 738 mil abordagens feitas pela Polícia Militar e as operações de combate ao tráfico de drogas, crimes contra o patrimônio e contra a vida foram essenciais para a apreensão dos armamentos ilegais em Sergipe.

De acordo com o levantamento feito pela Secretaria da Segurança Pública (SSP/SE), foram 694 armas de fogo apreendidas durante todo o ano de 2020 no estado. Os armamentos mais apreendidos foram os revólveres (367 unidades), as espingardas (164 armas) e as pistolas (96 armamentos), além de outros armamentos. Já no que se refere apenas às armas de fabricação caseira que foram retiradas de circulação em todo o estado, foram 95 unidades apreendidas pelas forças de segurança da SSP. Dentre elas, 61 espingardas.

A apreensão desses armamentos irregulares impacta diretamente na redução dos índices de criminalidade, já que, a partir da posse e do porte ilegal de arma de fogo, são praticados outros crimes como roubos, tráfico de drogas e homicídios. Nesse combate aos crimes contra o patrimônio e contra a vida, os policiais civis e militares recebem uma bonificação em torno de R$ 400 pela apreensão das armas de fogo. Com isso, foi paga, apenas no ano de 2020, a quantia de R$ 276.731,86 aos agentes da segurança pública que retiraram armas ilegais das ruas de Sergipe.

O superintendente executivo da SSP, coronel José Pereira de Andrade, destacou que as armas de fogo ilegais são apreendidas em ações e operações policiais realizadas na capital e em todo o interior do estado, que continuam ocorrendo mesmo diante da pandemia. “As instituições da segurança pública se mantiveram nas ruas mesmo na pandemia, o que resultou na redução da criminalidade, como a diminuição dos homicídios. As armas são apreendidas em todas as situações, nas operações, no cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão, nas blitze e também nas abordagens. As instituições da SSP estão nas ruas e muitos flagrantes, que resultam nas apreensões de armas de fogo, estão acontecendo”, evidenciou.

O secretário da Segurança Pública, João Eloy de Menezes, enfatizou que a apreensão desses armamentos impacta positivamente na qualidade de vida da população, fato que é perceptível com a redução dos índices de criminalidade no estado, como o número de vidas preservadas com a redução dos homicídios. “Nosso maior objetivo é a preservação de vidas. Estamos aqui, todos os dias, trabalhando, incessantemente, para garantir a segurança pública em cada região de Sergipe. E a apreensão de armas de fogo irregulares é fundamental para a melhoria da segurança pública da nossa população”, assinalou.

SSP