22/02/21 - 18:49:34

SENADOR ROGÉRIO DENUNCIA CHANTAGEM NAS PROPOSTAS PARA A PEC EMERGENCIAL

O senador Rogério Carvalho revelou, nesta segunda-feira (22) que o Partido dos Trabalhadores vai apresentar uma nova emenda substitutiva global e denunciou chantagem nas propostas. Usando as redes sociais, ele disse: “Está pior do que se previu! As propostas do governo para devolver ao povo brasileiro o direito do auxílio emergencial vieram à base de chantagem e sem garantir os R$600. Para isso, o Bolsonaro quer acabar com o financiamento público em saúde e educação, impedir qualquer reajuste salarial para o servidor, mesmo pra repor a inflação, e estimula a privatização de empresas nacionais. Vamos apresentar outra emenda substitutiva global para bloquear esta tentativa de humilhar os brasileiros”, escreveu o senador sergipano nas redes sociais.

Dos pontos mais críticos sugeridos na PEC Emergencial estão o fim do gasto mínimo com saúde e educação nos três níveis da federação, o impedimento de qualquer reajuste de salário de servidores públicos, mesmo que seja para repor a inflação, e o estímulo à privatização das empresas nacionais.

Em tom de desabafo, o senador Rogério questiona as intenções do governo Bolsonaro sobre garantir os R$ 600 ao povo brasileiro. “Todos esses absurdos e nem assim há garantias para o pagamento dos R$600. Esse governo de populismo barato não sabe o que é fome. Na emenda que apresentamos na última sexta, dia 19, mostramos que é possível pagar este valor no auxílio emergencial sem fazer degradar os que mais precisam. ”

O parlamentar se refere à emenda substitutiva global apresentada pelo PT em que o partido propõe o pagamento do auxílio emergencial com o uso dos recursos dos fundos constitucionais. A desculpa de que não tem dinheiro não se materializa porque o governo não diz a verdade aos brasileiros sobre os recursos disponíveis pela União. Agora, o que será do Brasil sem uma renda mínima assegurada nesta segunda onda da pandemia?” Questiona ele.

A nova emenda do Partido dos Trabalhadores vai ser apresentada ainda nesta segunda (22). Os parlamentares petistas prometem não aceitar a “chantagem” do governo. A PEC Emergencial está prevista para ser votada na próxima quinta-feira (25) no Senado Federal.