Notícias | Economia | Política | Turismo | Sergipe | Brasil | Polícia | Entretenimento  
 
Noticias
   
 
1/12/2012 08:06:51
MP requer preservação de terreno do patrimônio público em Tomar do Geru

 

O Ministério Público de Sergipe, por intermédio da Promotora de Justiça Alessandra Pedral, ajuizou Ação Civil Pública com pedido liminar em face do Município de Tomar do Geru. O objetivo da Ação é preservar um terreno do patrimônio público municipal que está sendo usado pra fins de interesse privado. A autorização para uso do espaço foi concedida pelo Poder Executivo Municipal, com sinais de ilegalidade.

O MP instaurou um procedimento administrativo com o objetivo de averiguar a concessão de direito real de uso de bem público, para a instalação de estabelecimento comercial destinado à exploração de atividade de venda de loterias e prestação de serviços por empresa privada.

Foram feitas vistoria e avaliação, através das quais ficou constatado que a Câmara de Vereadores aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei encaminhado pelo Prefeito Municipal, que autorizava a concessão de Direito real de Uso do Imóvel em questão.

Segundo a Promotora de Justiça, o referido projeto foi aprovado em total afronta aos preceitos legais. “Não houve sequer vistoria e avaliação prévias, justificado interesse público, desafetação e procedimento licitatório sob a modalidade de concorrência, autorizando o Poder Executivo Municipal a efetuar a concessão de bem público. Vê-se que em detrimento da preservação do interesse público primário, tais quais construção de escolas, creches, ou programas de interesse social, preservou-se o interesse privado de um determinado grupo de pessoas, privilegiando a exploração de atividade econômica por empresa privada”, enfatizou a promotora.

O Ministério Público requer a concessão da medida liminar determinando a imediata suspensão da validade e efeitos da Lei Municipal nº. 589/2011, que autorizou a concessão do direito real de uso de bem público. E que seja determinado a atual “proprietária”, a paralisação de qualquer tipo de obra, edificação, transformação, uso/exploração comercial ou não comercial na área cedida, até o final do julgamento, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00 (Cinco mil reais), acrescida de correção monetária.

Ascom MPE

 
PUBLICIDADE
 
Canal do youtube
 
PUBLICIDADE
 
 
 
 
Notícias
Economia
Política
Turismo
Sergipe
Brasil
Polícia
Política e Cotidiano
Plenário Brayner
Politizando
Entretenimento
   
 

FaxAju © - Todos os direitos reservados 2013 Contato Comerciai: +55 79 3022.1701 - 9935.1904  / plenario.com@faxaju.com.br
Redação: faxaju@faxaju.com.br
Endereço: Rua Urquiza Leal, 15, Sala 8 - Bairro Salgado Filho