Aracaju, 15 de agosto de 2022

UNINASSAU Aracaju mantém ações pelo Setembro Amarelo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Seminário de Enfermagem discutiu as causas do suicídio e a importância da prevenção

A UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Aracaju continua realizando ações em alusão Setembro Amarelo, mês dedicado a prevenção do suicídio e tratamento da saúde mental. Nesse sentido, foi realizado na última semana o Simpósio em Saúde Mental, prevenção ao Suicídio e Valorização a Vida, com o tema “Propagar a importância da prevenção ao suicídio, mostrando a visão e papel do enfermeiro e atuação da equipe multiprofissional

A professora do curso de Enfermagem da UNINASSAU, Adriana Estevam, explica que a enfermagem, enquanto parte da assistência integral ao paciente deve identificar os sinais que podem levar a ideações suicidas, de maneira que sejam observados atos autolesivos e tentativas de suicídio anteriores “A sociedade possui uma visão bastante fechada sobre o tema suicídio. É dito que que só depressivos tem esse pensamento, mas que na verdade é algo que pode passar na cabeça de qualquer pessoa”, observa Adriana.

Ela deixa claro que o seminário buscou esclarecer que ninguém está livre de um pensamento desequilibrado que pode culminar com o suicídio. “Portanto, devemos saber sempre o que fazer nessas situações, principalmente como futuros enfermeiros”, ressalta a enfermeira. Em relação a principal causa do suicídio a professora cita a depressão, o bullying, problemas familiares, uso de drogas e álcool, traumas emocionais e diagnósticos de doenças que acabam levando as pessoas a sentirem vontade de tirar a própria vida.

“Muitos encaram o suicídio como a “solução” definitiva para seus problemas. Para mudar esse cenário e combater a depressão é indicado a prática de atividades físicas, que melhoram a situação cardiovascular, e realiza a liberação de alguns hormônios como a endorfina ativando outros neurotransmissores que trazem a sensação de bem-estar. Buscar outras terapias alternativas também é uma ótima escolha, como Reik, Pilates e diversas outras”, conclui a enfermeira.

Aberto

O evento foi voltado para a comunidade acadêmica, e profissionais de saúde, mas também aberto ao público externo. O Seminário foi realizado de forma online através da plataforma Teams.

Por Suzy Guimarães

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também