Aracaju, 18 de agosto de 2022

Unit fecha parceria com Diretoria de Educação de Aracaju para viabilização de projeto

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Envolvendo arquitetura e educação, o projeto é do programa Education Lab e a parceria disponibilizará o espaço de escola estadual para as propostas de intervenção

A Universidade Tiradentes, representada pela Coordenadora de Relações Internacionais da Unit/SE, Selen Ive Carneiro, assinou Termo de Parceria com a a Secretaria de Estado de Educação, do Esporte e da Cultura, através da Diretoria de Educação de Aracaju (DEA).

A parceria formalizada visa tornar a DEA um dos parceiros oficiais do programa Education Lab, disponibilizando o espaço da Escola Estadual Prof. Artur Fortes para as propostas de intervenção dos alunos selecionados pelo programa, que serão desenvolvidas ao longo dos próximos 10 meses. A escola deverá se beneficiar com as ideias de melhoria da educação na cidade de Aracaju.

De acordo com Selen Ive, os dois alunos escolhidos passaram por uma seleção prevista em edital que necessitava da proposição de dois desafios, direcionados para as respectivas áreas de Arquitetura e Urbanismo e da Educação. Os selecionados foram a aluna do curso de Arquitetura e Urbanismo, Maria Paula Reis Barbosa, e o aluno egresso do PPG em Educação, Ícaro Franca Bastos.

Para os candidatos da área de Arquitetura era necessário propor, conceitualmente, a criação de um espaço  educativo (sala de aula) para crianças até o 5° ano, que favoreça a ação docente visando uma  ambientação para conduzir a aprendizagem, em que os alunos possam transitar, interagindo e tendo  a possibilidade de realizar diferentes tarefas pedagógicas, a fim de desenvolver um indivíduo  autônomo, colaborativo e criativo.

Já para os candidatos da área da Educação foi preciso propor práticas pedagógicas diferenciadas para  crianças até o 5° ano, evidenciando o referencial teórico que embase a proposta, e que favoreçam  o aprendizado e a colaboração, a partir de diferentes tarefas, em que os alunos sejam levados a  resolver problemas adequados à sua faixa etária, por meio de metodologia ativa.

“O objetivo do Programa é incentivar a criação de soluções direcionadas para implantação de  espaços, modelos educacionais e/ou outras intervenções que sejam multiplicáveis, de fácil  absorção e de alto impacto, através de um projeto que irá abarcar as áreas de Educação e  Arquitetura e Urbanismo. Isso gera internacionalização das práticas extensionistas e incentivo às práticas de inovação social”, explica.

Sobre a parceria com a DEA, ela relata que é necessário ampliar os horizontes através da aproximação entre as áreas públicas e privadas que dividem os desafios da educação. “Dessa forma, a intenção é de que através desse projeto nós possamos construir um relacionamento com a DEA e posteriormente criar mais iniciativas relacionadas a integração dos nossos alunos com os desafios reais da educação básica de Aracaju”.

De acordo com Sandra Amorim, representante da DEA, reitera que todos podem reconhecer a importância do aprimoramento pedagógico na Educação, porém é de extrema importância relembrar que os ambientes escolares também precisam ser adequados para fomentar uma experiência de aprendizagem significativa.

“Estaremos compartilhando conhecimentos e experiências com um olhar pedagógico voltado para um projeto de arquitetura escolar, cujo objetivo é implantar espaços de criatividade planejados a partir de uma proposta educacional que oportunize o desenvolvimento integral dos estudantes. Importante ressaltar que o resultado dessa parceria será uma proposta que seja multiplicável, de fácil absorção e de alto impacto para a comunidade escolar, unindo a arquitetura e a educação. Estou certa de que o resultado desta parceria trará uma contribuição muito significativa para a rede estadual de ensino”, compreende Sandra.

A Escola Estadual Artur Fortes juntamente com a Escola Ninota Garcia servirão de laboratório para o desenvolvimento do projeto. Além de uma bolsa de auxílio de custo,  os selecionados também ganharam uma viagem para Boston, uma das maiores referências internacionais em Inovação e Empreendedorismo, para que conheçam instituições que trabalham buscando solucionar problemas semelhantes podendo, assim, remodelar seu projeto a partir das experiências  em centros de excelência que possuem as melhores práticas.

De acordo com Sandra, a Escola Estadual Artur Fortes disponibilizará o acesso aos participantes do programa à sua estrutura educacional. “A equipe gestora viabilizará, durante dez meses, o suporte necessário para o desenvolvimento do projeto. Desse modo, a proposta poderá ser desenhada de maneira a contemplar as reais necessidades educacionais da comunidade estudantil”.

Assessoria de Imprensa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também