Aracaju, 26 de fevereiro de 2024

ITPS alerta que condomínios devem realizar análise da água para evitar contaminação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
WhatsApp Image 2023-11-27 at 09.14.39 (2)

A análise evita a proliferação de doenças gastrointestinais e também de dengue, leptospirose, esquistossomose e hepatite A

A qualidade da água armazenada em reservatórios de condomínios residenciais é um fator essencial para a saúde e o bem-estar de todos os condôminos. Para garantir que o líquido esteja próprio para consumo, o Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS), vinculado à Secretaria do Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), realiza as análises da água que abastece os condomínios. A precaução é fundamental para evitar a proliferação de doenças gastrointestinais, dengue, leptospirose, esquistossomose e hepatite A.

Mesmo que a água, tratada pelas companhias de saneamento básico, seja própria para consumo humano, existe a possibilidade de contaminação durante o processo de armazenamento. As caixas d’água nas residências desempenham um papel crucial nesse cenário, sendo o principal local de armazenamento. Mesmo assim, muitas são frequentemente negligenciadas no que se refere à limpeza e manutenção, apresentando rachaduras ou tampas danificadas, o que pode causar risco à saúde.

O coordenador do Laboratório de Água, Cleuber Cardoso, explica que a falta de vedação adequada ou tampas danificadas nas caixas d’água podem abrir caminho para a entrada de insetos, ratos, rãs, lagartixas e pássaros. “Esses animais podem trazer consigo fezes, urina e outros dejetos, que contaminam a água armazenada. A falta de limpeza também é um fator causador da contaminação da água. Uma caixa d’água suja pode acumular lodo, algas e outros microrganismos, que também podem causar doenças. Por isso, é importante manter as caixas d’água sempre limpas e bem vedadas”, ressaltou o coordenador.

Outros reservatórios

Além das caixas d’água, é crucial manter um olhar atento para os reservatórios inferiores, especialmente aqueles subterrâneos, e poços artesianos. “Esses reservatórios podem sofrer infiltrações ou acúmulo de resíduos nas paredes, o que pode contaminar a água e favorecer a proliferação de bactérias nocivas à saúde. As infiltrações podem trazer impurezas do solo para a água, como agrotóxicos, pesticidas e outras substâncias químicas”, alertou Cleuber.

Para assegurar a qualidade da água, é essencial fazer a limpeza dos reservatórios a cada seis meses, conforme recomendação da Vigilância Sanitária, e solicitar análises periódicas. “Esse procedimento visa detectar a presença de bactérias e substâncias prejudiciais à saúde humana. Nos condomínios que dispõem de poços artesianos, é recomendável analisar não apenas a água dos reservatórios, mas também a proveniente do poço, a fim de garantir a segurança e a pureza do abastecimento”, explica o coordenador.

Ainda segundo Cleuber Cardoso, no teste de potabilidade, a água passa por análises físico-químicas e microbiológicas. “A análise de potabilidade nos permite observar a presença de bactérias que podem causar doenças, os níveis de salinidade e acidez, além das características visuais da água, pois ela deve ser incolor e sem cheiro”, detalha.

Conheça o laboratório de água

O Laboratório de Química de Água (LQA), que é acreditado pela Coordenação Geral da Acreditação do Inmetro-CGCRE, desde 2010, com base na norma NBR ISO/IEC 17025, tem como foco de atuação a avaliação da qualidade da água para diversos fins, tais como: potabilidade, irrigação, recreação (piscinas, clubes, lagoas, etc), águas superficiais (análise e monitoramento de lagos, rios e fontes), farmácia, concreto, refrigeração, caldeira, piscicultura e outros. O LQA realiza também análises de monitoramento de despejos industriais em atendimento aos critérios das legislações municipais, estaduais e federais e avaliação das águas naturais.

Serviço

Para solicitar os serviços do ITPS, é necessário buscar o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), presencialmente na Rua Vila Cristina, Bairro Treze de Julho, em Aracaju. O serviço também pode ser solicitado através do telefone (79) 99191-3042, ou através do e-mail sac@itps.se.gov.br.

Ascom ITPS – Foto: Gabriel Ribeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia também