Aracaju, 28 de setembro de 2021

Esta escola profissionalizante abre perspectivas para os jovens, diz Jackson (Foto: Victor Ribeiro)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Governador visitou obras da escola profissionalizante de Umbaúba. O investimento é de R$ 10.106.889,58, recursos oriundos do FNDE
Antes de inaugurar obras em Itabaianinha, o governador Jackson Barreto visitou obras de construção de Escola Profissionalizante em Umbaúba. Localizado na Rua 1º de Maio, o novo Centro vai proporcionar que jovens de Umbaúba e região sejam inseridos com qualificação no mercado de trabalho. A escola oferecerá cursos técnicos na cadeia produtiva de confecções, o curso de modelagem e vestuário.

Para Jackson, investimentos como os feitos nas Escolas Profissionalizantes do estado só são possíveis graças à parceria do governo estadual com o governo federal. “Este é mais um investimento fruto da parceria com o governo da presidente Dilma Rousseff. É um compromisso assumido e que estamos cumprindo. Construir uma escola profissionalizante deste porte, no município de Umbaúba, abre perspectivas para os jovens, para as novas gerações. São cursos profissionalizantes na área de confecção, modelagem e vestuário, de acordo com a vocação dessa região. Os alunos saem do ensino fundamental ou médio muitas vezes sem uma qualificação profissional, aqui eles vão ter essa qualificação e ao concluir os cursos sairão preparados para serem inseridos no mercado de trabalho. Isso aqui é um patrimônio para o povo. Os jovens terão oportunidade de estudar e se qualificar”.

Conforme o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), Caetano Quaranta, no momento, 120 homens e mulheres trabalham de segunda a sábado na obra, que está com 60% do projeto concluído. A previsão é que, até o final deste ano, o Centro seja entregue à população do Sul sergipano.
Com um investimento de R$ 10.106.889,58, recursos oriundos do FNDE, através do programa Brasil Profissionalizado, do Governo Federal, a nova unidade de ensino profissionalizante está sendo construída num terreno de 14.800 m², com área construída de 5.577,39 m².

O Centro terá blocos administrativo e pedagógico constituído de dois pavimentos que contarão com 12 salas de aula, com capacidade para 42 alunos cada, totalizando 504 alunos. Além disso, o espaço conta com área de circulação coberta entre os blocos; quadra poliesportiva coberta com duas arquibancadas de três degraus e capacidade para 600 pessoas; biblioteca; auditório para 200 pessoas; seis laboratórios (química, biologia, física, matemática, línguas e informática) e mais dois laboratórios especiais com foco na área de confecções; bloco de serviços com cozinha, refeitório e despensa; guarita; lixeira; casa de gás; casa de bombas; baterias de sanitários masculinos e femininos (uma para cada pavimento e na quadra) e caixa d’água com capacidade para 36.000 litros.

A Escola Profissionalizante vai ter acessibilidade em todos os ambientes e estacionamento interno para 35 veículos , bicicletário e motário. A unidade terá também paisagismo com 2.700 m² de grama em placas; rede de combate a incêndio com hidrantes, sistema de proteção contra descargas atmosféricas e sistema de irrigação para as áreas gramadas.

Ascom ASN

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia já tem suspeito do roubo das joias de Ana Alves, que inclui anel do seu pai, e já vai ouví-lo
Seduc convoca 57 educadores profissionais aprovados em seleção para cursos técnicos
Sergipe recebe mais de 67 mil vacinas para aplicação em primeira e segunda doses
Luciano Bispo diz que PDES revela potencialidades para investimentos