Aracaju, 7 de dezembro de 2021

Itabaiana, asfalto no Ponto de Amaro, realiza sonhos de décadas (Foto: Assessoria PMI)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A prefeitura de Itabaiana concluiu o asfaltamento do chamado Ponto de Amaro, que dá acesso aos povoados Cajaíba, Ribeira, Mangueira e São José, região produtora de hortaliças onde se localizam três pedreiras que contribuem para o progresso do município, gerando emprego e renda.

A obra realiza um sonho acalentado há décadas pelos moradores que sofriam com poeira, lama e doenças respiratórias. Alegria foi geral e alguns soltaram fogos na hora em que as máquinas chegaram para o início da obra.

O asfalto é produzido pela usina do próprio município, adquirida com recursos próprios, sendo Itabaiana a única cidade do interior de Sergipe a possuir o referido bem, conforme explicou a secretária de Obras, Deilza Assis. Segundo ela, várias outras ruas e avenidas já receberam pavimentação, a exemplo do Bairro Queimadas e do centro comercial.

O Chefe do Executivo, apesar de todas as dificuldades e do alto preço para a produção, já autorizou que outras comunidade, inclusive povoados, recebam o asfalto.

Além do asfaltamento, a atual gestão já pavimentou mais de 210 ruas no centro e na zona rural. Bairros e povoados inteiros foram beneficiados, inclusive com rede de esgoto, a exemplo do Zanguê, Mangabeira, Agrovila, Sitio Porto, Rio das Pedras, Queimadas, dentre outros, transformando Itabaiana no maior canteiro de obras de Sergipe. Tudo isso com a manutenção dos salários pagos religiosamente em dia A grande maioria das obras.

da assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Deputados se reúnem com os representantes das empresas Sunoak e Elektsolar
Zezinho Sobral defende criação do “CNH Social” para  sergipanos de baixa renda
CMA aprova PL em homenagem ao Ex-Deputado Estadual Reinaldo Moura
Apresentado por Rogério, programa para conter aumentos de preço de combustíveis é aprovado na CAE e vai a Plenário