Aracaju, 19 de setembro de 2021

HU inicia capacitação sobre microcefalia para diversos profissionais (Foto: Assessoria)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma parceria firmada entre o Ministério da Saúde e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) está permitindo a formação de profissionais de saúde para o atendimento a pacientes com dengue, zika vírus e chikungunya e, especialmente, a crianças com microcefalia. A previsão é capacitar pelo menos dois mil profissionais, ainda em 2016, e mais três mil em 2017 e 2018.

A ideia inicial da capacitação foi uma sugestão da superintendente do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), Angela Silva, durante o I Fórum Regional dos Hospitais e Maternidades Ebserh no Nordeste, realizado em março último. No evento, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) pactuou com os hospitais universitários federais e maternidades ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e à microcefalia.

“O HU de Sergipe está sendo o pioneiro no treinamento, que capacitou nesta semana 120 profissionais de fisioterapia e terapia ocupacional, contando com parceria da Secretaria de Estado da Saúde. No próximo dia 5 de maio faremos uma nova capacitação, desta vez voltado aos profissionais de fonoaudiologia”, informa.

Outros profissionais

Nos próximos meses, a capacitação deverá envolver médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, agentes de saúde, agentes de combate às endemias, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, entre outros profissionais que atuam no cuidado a crianças com microcefalia.

Durante o I Fórum Regional dos Hospitais e Maternidades Ebserh no Nordeste foram apresentados o cenário do vírus zika e da microcefalia na região Nordeste e a participação da Ebserh no Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes e Microcefalia. Ocorreu ainda uma oficina para formulação de propostas dos Hospitais Universitários Federais para enfretamento a microcefalia nos eixos assistência, ensino e pesquisa.

“O Hospital Universitário de Sergipe cada vez mais se consolida como instituição de assistência, ensino e pesquisa, o que pode ser demonstrado em ações como esses treinamentos, que abrangem profissionais de toda a rede de saúde”, lembrou a superintendente do HU-UFS.

Andreza Azevedo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Chega a Sergipe neste domingo mais de 106 mil doses de Pfizer
Capitania dos Portos de Sergipe abre processo seletivo
Mulher é presa em flagrante pelo Denarc com centenas de munições, fuzil e drogas
Prefeitura realiza quarta edição especial do Programa Praia Limpa