Aracaju, 26 de setembro de 2021

Governador e secretário debatem soluções para Escola Agrícola (Foto: Maria Odilia)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Uma miniaudiência ao ar livre, debaixo de uma sombra de uma árvore frutífera. Foi dessa forma que o governo do Estado, Jackson Barreto, ao lado do secretário da Educação, Jorge Carvalho, e do prefeito de Japoatã, Gimarcos Evangelhista, receberam os estudantes da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas, onde discutiram reivindicações da classe, dos professores e encaminhamentos necessários ao bom andamento da unidade escolar.

De maneira simples e habitual, o monitor Diretor da escola, Sérgio Cardoso Borges, leu uma carta direcionado às autoridades contendo 19 itens na pauta e destacou a necessidade da parceria com o Estado.

Dentre elas citou a reforma da estufa e reservatória de água; término da construção de duas salas de aula, aquisição de uma Van para transporte escolar; reestruturação da sala de informática; construção de auditório com equipamentos áudios visuais; reforma do aviário, curral; revisão da bomba d’agua e outras.

De imediato, Jorge Carvalho disse que a Seed irá disponibilizar a Van para o transporte, a reestruturação da sala de informática, wi-fi aberto para a comunidade, revisão da bomba de água, além de outros itens que serão objetos de estudos por determinação do governador Jackson Barreto.

“Boa parte das reivindicações já é do conhecimento do governo e a Secretaria da educação já vem atuando”, declarou o diretor da unidade, Sérgio Borges, que diz estar recebendo da diretora da DRE-06, Edsalba Peixoto, todo o “apoio necessário ao encaminhamento das solicitações”.

Estudantes

E também foi de maneira simples e cordial, que Jorge Carvalho e Jackson Barreto percorreram todas as instalações da Escola. Foram conduzidos pelos estudantes. Visitaram o curral, minhocário, sala de aula, pocilga, aviário, reservatório de estufa, horta, casa do mel e todas as instalações físicas.

“Temos uma boa estrutura aqui Escola Família Agrícola, mas precisamos de reformas importantes para melhorar nossos estudos e nossa qualificação”, apontou a estudante do 2º ano do ensino agropecuário, Tatiane dos Santos, residente em Capela mas que, quinzenalmente, vai ao projeto Ladeirinhas para seu aprendizado.

Igual depoimento prestou o japaratubense do povoado Patioba, Gabriel Santos Silva, que cursa o primeiro ano, mas diz não trocar seu ambiente escolar por nada.

“Aqui aprendo melhor, convivo e estou me aprontando para a vida”, declarou.

Feliz iniciativa

Contente da maneira como foi recebido e dialogou com os estudantes, Jackson Barreto expressou seu contentamento ante o encaminhamento das solicitações e disse que a escola retrata um exemplo de vida e um futuro promissor para aqueles jovens.

“Estou muito feliz com a proposta da escola, pelo bom nível de formação e as reivindicações. Faremos esforço para atender a demanda, sabedores que somos que esta unidade promove a inclusão social, na medida em que dá oportunidade aos filhos dos assentados, dos quilombolas, dos trabalhadores, a oportunidade de ter uma profissão na vida e também se fixar no interior”.

A Escola Família Agrícola Ladeirinhas, em Japoatã, é tida como uma associação que desenvolve atividades pedagógicas, estabelece parceria coma Secretaria de Estado da Educação e outros órgãos do governo, conta com mais de 10 professores e aproximadamente 80 alunos.

Assessoria de Comunicação da SEED

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe recebeu neste sábado 10.250 doses de vacina contra covid-19, da AstraZeneca
Polícia prende mulher que praticou roubo de motocicleta no Bugio
Enock Ribeiro, secretário Socorro, recebe Título de Cidadão Sergipano
Eliane participa reunião com articuladores do Selo UNICEF