Aracaju, 22 de setembro de 2021

Última semana para se inscrever na Olimpíada em História do Brasil (Foto: divulgação)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Projeto realizado pela Unicamp chega à oitava edição e já reuniu mais de 40 mil estudantes em 2015

Professores e alunos dos ensinos Fundamental e Médio de todo país têm até a próxima sexta-feira, 29, para se inscrever na 8ª edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), projeto desenvolvido pelo Departamento de História da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Até o momento, mais de 6 mil equipes de todos os estados já se inscreveram na competição de 2016.

Chegando à 8ª edição, a Olimpíada já reuniu mais de 40 mil alunos de escolas públicas e particulares de cidades de todos os estados em 2015.

A expectativa dos organizadores é que o número de inscritos supere a do ano passado especialmente em estados da região Nordeste, onde há participação mais expressiva.

Em um formato original idealizado especialmente para essa competição, a Olimpíada é realizada por equipes compostas por um professor de História da escola e mais três estudantes dos ensinos Fundamental (8º e 9º anos) e Médio (todos os anos).

Ao todo, são cinco fases realizadas de forma online pelas equipes e duram uma semana cada uma. As respostas (questões de múltipla escolha e realização de tarefas) podem ser elaboradas pelos participantes por meio de debate com os colegas, pesquisa em livros, internet e orientação dos professores.

“A proposta é justamente estimular que os alunos pesquisem e aprendam a buscar conhecimento, informação, dados sobre a história do Brasil por meio de textos, documentos, imagens e mapas. Esse formato permite o envolvimento dos alunos e professores. A cada ano, vemos mais alunos empenhados na Olimpíada, participando a partir de todos os cantos do país”, disse Cristina Meneguello, coordenadora da ONHB.

A primeira fase terá início dia 9 de maio, finalizando a quinta etapa em 11 de junho. Após as cinco etapas, no mínimo 200 equipes (800 participantes) são classificadas para a final presencial. Os alunos participam desta fase na Unicamp, em Campinas-SP, onde realizam uma prova dissertativa. O resultado e as medalhas são entregues no dia seguinte. A final está marcada para 20 e 21 de agosto.

Neste ano, a Olimpíada sofreu um corte de 35% na verba concedida pelo CNPq para custear a produção da competição. A redução dos valores foi resultado de cortes gerais ocorridos em ações relacionadas à educação em nível federal. Alguns ajustes serão necessários, mas o formato tradicional da Olimpíada está sendo mantido, com todas as etapas das provas online e presencial.

Formação de professores

A Olimpíada prevê também um programa voltado aos professores. Neste ano, o 3° Curso de Formação da ONHB: ‘História dos índios na sala de aula’ é realizado entre os dias 1º de março e 8 de maio, por meio de aulas online gravadas com grandes especialistas no assunto, materiais didáticos e atividades acompanhadas por tutores. O objetivo é capacitar o professor para tratar questões relacionadas à cultura e história indígena com alunos dos ensinos Fundamental e Médio. Ao todo, mais de 500 docentes participarão do programa em 2016.

Serviço

Inscrições: até 29 de abril;

As inscrições podem ser feitas pelo site: olimpiadadehistoria.com.br;

Valores por equipe: R$ 45,00 (alunos de escolas públicas) e R$ 90,00 (alunos de escolas particulares).

Assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Doação: Unit recebe 500 vade-mécuns entregues pelo senador Alessandro Vieira
Senadora vota a favor da PEC que isenta gestores por não cumprirem limite de gastos com educação
Serhma realiza instalação de equipamento para monitoramento do Jacarecica I
Polícia Civil cumpre mandado de prisão por cyberstalking e indução ao suicídio