Aracaju, 25 de setembro de 2021

Prefeitura de Aracaju abrirá campanha contra a gripe, neste sábado (Foto: Ascom/SMS)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Sábado, 30 de abril, é Dia D de Vacinação contra a Gripe. A Prefeitura de Aracaju fará a abertura oficial da campanha, que segue até o dia 20 de maio, às 8h no SAME -Lar de Idosos, no bairro Industrial. Além da vacinação, equipes da Unidade de Saúde da Família (USF) Dona Jovem, estarão fazendo aferição de pressão dos idosos assistidos pela unidade e contará ainda com um médico para atendê-los. A abertura da campanha terá também a participação de grupos de capoeira de idosos do bairro e de Samba de Coco da Legião da Boa Vontade (LBV). No sábado, as 43 unidades de saúde da capital estarão abertas, das 8h às 17h, para imunizar o público alvo contra a gripe.

A proposta é que 20% do público alvo seja vacinado no Dia D, que é estabelecido pelo Ministério da Saúde. A meta em Aracaju é vacinar, até o final da campanha, 125 mil pessoas, sendo 25 mil no dia de abertura, entre crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, gestantes e puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto). Entra no grupo prioritário, trabalhadores da área da saúde, população privada de liberdade e os trabalhadores do sistema prisional.  Além das USFs, a vacina neste sábado estará disponível em estandes nos dois shoppings da capital. Nesses locais, a vacina atende aos grupos prioritários, exceto crianças.

A coordenadora do Programa Municipal de Imunizações da Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju (SMS), Débora Moura, destacou que as crianças a partir de 6 meses, que nunca foram imunizadas contra a Influenza, precisam receber duas doses da vacina, com intervalo de 30 dias entre elas. “Aquelas crianças que foram vacinadas no ano passado, esse ano só recebem uma dose.  A vacina é segura e só não pode ser aplicada em pessoas que tenham alergia a ovo ou que estejam com febre no momento da imunização”.

Débora Moura reforçou que é importante lembrar da necessidade de estar imunizado no inverno, período de maior circulação de vírus. “Após a aplicação da vacina, é esperado um período de 14 dias para que a pessoa possa estar de fato imunizada contra os três tipos de Influenza: H1N1, H3N2 e B. Portando, é importante que a população possa se dirigir aos pontos de vacinação já nos primeiros dias de campanha, para que quando chegue o inverno ela já esteja imune”.

Ainda segundo Débora, normalmente, a movimentação nas USFs costumam aumentar nos últimos dias de campanha, mas ela acredita que este ano seja diferente. “Diante do surto do vírus H1N1 na cidade de São Paulo, a população está preocupada e deve buscar a imunização já nos primeiros dias. É importante lembrar que, para receber a vacina, no caso dos idosos, é preciso levar a carteira de identidade; para as puérperas, o cartão de nascimento da criança; e para os doentes crônicos, uma prescrição médica”, informou.

O objetivo é reduzir as complicações, mortalidades e o número de internações ocasionadas pelos três tipos de Influenza: H1N1, H3N2 e B. A coordenadora, ressaltou que, além da vacina, alguns cuidados para prevenção podem ser tomados. “Lavar as mãos com frequência e manter os ambientes ventilados continuam sendo medidas de prevenção importantes. Também recomendamos que a  população não compartilhe objetos de uso pessoal e mantenha as mãos sempre higienizadas, com a aplicação de álcool gel ou lavagem com água e sabão”.

Fonte: SMS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia prende mulher que praticou roubo de motocicleta no Bugio
Enock Ribeiro, secretário Socorro, recebe Título de Cidadão Sergipano
Eliane participa reunião com articuladores do Selo UNICEF
Fábio Reis assina ordem de serviço para pavimentar povoado