Aracaju, 27 de setembro de 2021

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes: mais de 120 atendimentos (Foto: Ricardo Pinho)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na unidade foram realizados 27 partos normais e 24 cesarianos.

Referência nos auxílio às gestantes de alta complexidade, a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) registrou 122 atendimentos no último fim de semana (de 22 a 24 de abril). No sistema de admissão, foram acolhidas 52 pacientes e 72 gestantes foram avaliadas, transferidas ou liberadas para o pré-natal.

Na unidade foram realizados 27 partos normais e 24 cesarianos. A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes também é referência no atendimento às vítimas de violência sexual. Neste final de semana, não houve caso registrado.

A ‘Lourdinha’ atende, principalmente, gestantes de alto risco portadoras de patologias como hipertensão, diabetes, cardiopatia e trabalho de parto prematuro.

A gerente do setor de admissão da MNSL, Lourivânia Prado, conta que grande parte das gestantes que chegam à unidade não são referenciadas com alto risco. Mesmo com o fluxo invertido, nenhuma usuária deixa de ser atendida.

“No setor de admissão, a gestante passa por uma avaliação da equipe multiprofissional e, caso não haja necessidade de internamento, ela retorna para sua unidade de pré-natal ou é encaminhada às maternidades especializadas neste perfil”, afirma.

Grávida e apresentando um quadro de pressão alta e de hemorragia, a vendedora Daniele dos Santos passou por diversas unidades de assistência materno-infantil até ser regulada para a MNSL.  “Aqui me senti segura e acolhida. A equipe é muito ágil e sempre nos orienta sobre todos os procedimentos. Agora, sigo aguardando o momento do meu parto”, relatou.

Classificação de Risco

Sendo um mecanismo utilizado pelo Ministério da Saúde (MS) para identificar as usuárias que necessitam de atendimento médico imediato, o Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) é um meio de triagem das pacientes que chegam à Maternidade Nossa Senhora de Lourdes. A divisão é feita em cinco cores:

* Vermelha (prioridade máxima – Emergência: atende imediatamente e encaminha diretamente para atendimento médico, no pré-parto ou bloco obstétrico);

* Laranja (prioridade 1 – Muito Urgente: atende e encaminha para consulta médica priorizada);

* Amarelo (prioridade 2 – Urgente: atende e encaminha para consulta médica priorizada, com reavaliação periódica);

* Verde (prioridade 3 – pouco urgente: encaminhar para consulta médica sem priorização, informar expectativa do tempo de atendimento);

* Azul (prioridade 4 – não urgente: atende e informa a possibilidade de encaminhamento às Unidades Básicas de Saúde de referência).

Fonte: Ascom SES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

A Voz do Brasil: Rádio se reinventa para atingir novos públicos
Agrese realiza audiência de mediação entre órgãos públicos
Com programação em dois eixos, Prefeitura amplia difusão cultural
Passeio ciclístico “Pedalando pela Vida” movimenta a Orla de Atalaia. O evento faz parte da programação do Setembro Verde