Aracaju, 17 de setembro de 2021

DILMA ADMITE SER INEVITÁVEL AFASTAMENTO TEMPORÁRIO DO GOVERNO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

A presidente Dilma Rousseff admitiu em conversa com aliados que seu afastamento temporário do governo é “inevitável”. As informações são da Folha de São Paulo.

Após reconhecer a derrota, Dilma quer traçar uma agenda para “defender seu mandato” e impedir que Michel Temer “se aproprie” de projetos e medidas feitos pelo seu governo. Auxiliada por Luiz Inácio Lula da Silva, a estratégia é manter a mobilização da base social do PT e seguir reproduzindo o discurso de que o processo de impeachment é um golpe e de que um eventual governo Temer é ilegítimo.

Ainda segundo a Folha, a presidente teria pedido à sua equipe para apressar tudo que estivesse “pronto ou perto de ficar pronto” para ser anunciado antes do Senado aprovas a admissibilidade do impeachment, previsto para ocorrer dia 11 de maio.

Segundo um auxiliar direto de Dilma, a presidente não quer deixar para Temer medidas elaboradas durante seu governo e que a ordem, de acordo com o assessor, é “limpar as gavetas”.

A presidente acredita que pode ser inocentada ao fim do julgamento pelo Senado, podendo retomar seu mandato. Parlamentares do PT e Lula, porém, acreditam que após o afastamento de Dilma o quadro vai ficar “muito difícil” e, mesmo com a vitória, o quadro de governabilidade ficará muito enfraquecido sem o apoio de partidos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Aracaju: Avenida Beira Mar terá trânsito temporariamente bloqueado domingo
Religação de energia elétrica pode ser solicitada por meio dos canais digitais
Ribeirópolis alcança marca histórica de 300 dias sem registro de homicídios
“Orientação e perfil são garantias de sucesso no mercado”, diz consultor