Aracaju, 27 de janeiro de 2022

PREPARANDO O GOVERNO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

DIÓGENES BRAYER[email protected]

O vice-presidente Michel Temer (PMDB) deveria mais discreto. Aos olhos de todos ele trata da formação de um novo Governo, quando ainda corre o processo de impeachment no Senado, mesmo que haja clara evidência de que será aberto pela Comissão instalada ontem. A sede de Poder também se expõe em partidos como PMDB e PSDB, como foi o caso do senador tucano José Serra, que já avisou que só aceita o Ministério da Fazenda se for de porteira fechada.

Michel Temer assume um Governo em crise. Com as finanças em coma e credibilidade abaixo de zero. Terá que apelar para o fortalecimento da coalizão, embora esse seja o modelo mais fácil de abrir portas aos interesses partidários e, em geral, à corrupção. Mas não há outro jeito, senão buscar entendimentos com segmentos sociais importantes, os quais têm influência para a solução dos problemas que afligem o país.

Os governadores estão com grandes dificuldades nos Estados, em razão da redução de repasses, da arrecadação e desemprego. Indústria e comércio tentando sobreviver com os obstáculos de uma economia entrando em estado de depressão. O trabalho não será fácil para readquirir a confiança, porque ela só será demonstrada se já nos primeiros dias, Temer mostrar capacidade de recuperação do Estado de crise.

Politicamente também não pode alimentar ressentimentos. O governador Jackson Barreto, por exemplo, saiu-se contra o impeachment, seguindo a sua orientação ideológica, mesmo que tenha contrariado ordens do partido. Espera-se que não haja revanche. O próprio Jackson tem consciência de que pode encontrar dificuldades no Planalto, mesmo que Temer tenha ligado para ele, no sábado (16), e o aconselhasse a ficar despreocupado.

Às vezes, cumprir teses democráticas não é bem aceito até por aqueles que dizem defender a democracia.

INVENÇÕES

Fábio Mitidieri diz que quanto mais inventam reuniões de Valadares Filho com a oposição, mais tem certeza da consolidação do nome como líder nas pesquisas.

Será que as conversas estão ajudando?

DIFÍCIL

Um membro da cúpula do PSC disse ontem que o senador Eduardo Amorim cresceu muito nas avaliações das candidaturas a prefeito de Aracaju.

– Acho difícil acordo com Valadares Filho, a não ser que ele indique o vice.

ENCONTRO

Houve conversas ontem em Aracaju – bem de bastidores – sobre uma composição entre PSB e PSC para a disputa pela prefeitura municipal.

Valadares saiu animadíssimo do encontro.

ESCOLHA

Para escolha de um candidato da base aliada algum tempo ainda vai rolar. Tem quem acredite que a escolha do nome se dará entre os festejos juninos e julho.

Tempo para que os candidatos mostrem mais densidade eleitoral.

PIPOCA

Segundo denuncia Douglas Magalhães, a Escola André Mesquita, localizada no Santa Maria, serviu pipoca na merenda escolar.

O milho fora doação de uma professora.

ABRIU MÃO

A assessoria do PSB esclareceu ontem o papel do partido em 2010, quando abriu mão do vice para garantir reeleição de Marcelo Déda e espaço para Jackson Barreto.

A lembrança seria alguma cobrança?

É FATO

Quase 80% dos deputados que votaram pelo impeachment já apoiaram o Governo Dilma, inclusive os de Sergipe, como mostrou a imprensa.

Para os deputados a desatenção com ele superara as pedaladas.

SAMUEL

O deputado Capitão Samuel (PSC) considera que não houve nada entre ele e a colega Ana Lúcia (PT) apenas uma discordância sobre o Ipes Saúde.

– No restante ficou tudo em paz, disse.

VALORES

Ana Lúcia disse que a gratificação para os militares seria a grande responsável pelas dificuldades pelas quais passam o Ipês Saúde.

Samuel retrucou e disse que os professores pesavam mais na aposentadoria.

NÚMEROS

Samuel lembrou que as aposentadorias dos militares custavam R$ 17 milhões, enquanto a dos professores chegavam a R$ 53 milhões.

– A professora ficou muito nervosa, disse.

PT NERVOSO

O deputado Capitão Samuel disse que o pessoal do PT anda muito nervoso ultimamente apesar de que Ana Lúcia e Francisco Gualberto sejam bons companheiros.

Nas redes sociais, Ana Lúcia lamentou a falta de informação de Samuel.

VALADARES

O PSB tem mantido uma relação muito estreita com Michel Temer e vai integrar o seu Ministério já em maio com o afastamento de Dilma Rousseff (PT).

O próprio senador Valadares (PSB) vem mantendo conversa com ele.

AUXILIAR

Ontem, circulou informação em Aracaju de que o senador Valadares (PSB) poderia assumir um dos Ministérios no Governo Temer.

Valadares Filho disse que não descarta isso, mas até agora nenhum nome foi citado.

BRASÍLIA

Ontem, em Brasília, o governador Jackson Barreto conversou com alguns colegas de outros Estados, e sentiu que eles estão irritados com Michel Temer.

Ele se mostra contra as negociações da União com o Estado.

COM JONY

O governador Jackson Barreto teve encontro com o deputado Jony Marcos (PRB) em Brasília trataram questões administrativa e falaram de política.

Também conversaram sobre as eleições em Socorro.

JÁ TRABALHA

O deputado Valmir Monteiro (PSC) confirma sua candidatura a prefeito de Lagarto e já está conversando com lideranças políticas nos povoados.

A vice será mesmo Hilda Ribeiro.

DJENAL

O ex-governador general Djenal Queiroz faria 100 anos dia 12 de maio. A data será celebrada em ação conjunta entre a Alese e a Academia Sergipana de Letras.

A sugestão da homenagem foi feita por Anderson Nascimento, presidente da ASL.

DEMOCRATA

Djenal Queiroz era um democrata e usufruía do respeito de figuras representativas da política e da vida e da vida cultura, como a do seu amigo Marcelo Déda.

O próprio Anderson, preso em 1964, foi socorrido pela visão liberal de Djenal.

Notas

Verde – O Partido Verde (PV) protocolou ontem representação para que o Conselho de Ética da Câmara apure se o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) quebrou o decoro parlamentar com declaração dada durante a votação em plenário do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, no domingo (17).

0x0

Celeridade – Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, reclamou ontem do que chamou de “celeridade” dos dois inquéritos para investigá-lo que tiveram a abertura autorizada ontem pelo Supremo Tribunal Federal. O peemedebista disse serem “impressionantes” tanto a “celeridade” quanto a “seletividade” nos processos que o envolvem.

0x0

Aumento – Líderes de quatro centrais sindicais se encontram ontem com o vice-presidente, Michel Temer, para entregar uma carta em que pedem a manutenção e expansão de direitos trabalhistas, além da retomada do crescimento e do emprego. Os sindicalistas destacam o aumento da crise econômica no País.

0x0

Plano – Liderando um grupo de dez senadores, Fernando Collor de Mello apresentou ontem a Michel Temer (PMDB), uma proposta de “reconstrução nacional”. Único presidente cassado depois da redemocratização, Collor disse que o plano foi elaborado por senadores do PTB, PSC, PRB, PTC e PR.

0x0

Resistência – Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) criticou a resistência de Michel Temer à proposta de antecipação das eleições presidenciais. Randolfe é um dos autores da PEC 20/2016, que prevê nova escolha de presidente e vice no dia 2 de outubro deste ano, juntamente com as eleições municipais.

0x0

Encontro – O presidente do Senado, Renan Calheiros, se encontrou ontem com o ex-presidente Lula, na Residência Oficial do Senado. Segundo Renan, Lula falou da experiência que teve como presidente da República, defendeu valores democráticos e disse estar preocupado com os desdobramentos do processo político.

Conversando

Cabelinho – O vice-prefeito de Divina Pastora, Cabelinho é précandidato a prefeito do município e tem apoio do prefeito de Socorro, Fábio Henrique.

A tempo – “ Cabelinho não é nome de ninguém, é claro, trata-se de apelido. Mas se o chamares pelo nomes de batismo Cabelinho não atende.

Municípios – O deputado federal André Moura (PSC) recebeu ontem, na Câmara, lideranças da Confederação Nacional dos Municípios.

Rampa – O vice-presidente do Senado já avisou: “Se Michel Temer assumir o Governo, não entrará pela rampa do Planalto. Por lá só entra os eleitos”.

Fossas – Zezinho Sobral, précandidato do PMDB a prefeito de Aracaju, almoçou ontem com empresários do setor de limpa fossas. “A conversa foi produtiva”, disse.

Síntese – Professores da chapa de oposição criticam valores dos salários pagos a prestadores de serviço do Síntese.

Folha – Gilmar Carvalho promete divulgar folha salarial do Sintese e diz que sindicato pode cobra transparência em contas do Governo.

Partido – A Secretária da Saúde, Conceição Mendonça, diz que é uma técnica da saúde e que seu maior partido é o SUS.

Avanços – Representante do MST reconhece avanços e se coloca contra impeachment, mas critica lentidão da Reforma Agrária com o PT.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Famílias da zona rural recebem subsídio pra comprar imóveis, Em Sergipe, foram 8 contratos que somaram R$ 627 mil
Secretaria de Estado da Saúde recebe 48.550 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta
Aracaju recebe 21 mil testes rápidos enviados pelo Ministério da Saúde a pedido da FNP
Campanha de combate à Hanseníase oferece exames à população no Hospital Universitário