Aracaju, 19 de setembro de 2021

“Ela Esteve Aqui” encerra o II Festival Sergipano de Artes Cênicas (Foto: Assessoria)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Após mais de um mês de programação intensa, com apresentações de dança, teatro e circo, o II Festival Sergipano de Artes Cênicas chegou ao fim no último sábado, 30, com o espetáculo “Ela Esteve Aqui”, do Grupo de Teatro A Tua Lona. Promovido pelo Instituto Banese, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), o Festival reuniu mais de 50 apresentações distribuídas por teatros, museus, praças e outros espaços públicos da Capital e interior do Estado.

Viabilizado através do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart), o Festival de Artes Cênicas abrigou o VI Festival Sergipano de Teatro e a X Semana de Dança contemplando diversos gostos e faixas etárias.  Além de apoiar o artista, o Festival teve o objetivo de incentivar a formação de plateia, levando cultura de forma gratuita para o público e tornando a cena teatral cada vez mais sustentável.

Segundo o assessor executivo da Secult, Lindolfo Amaral, o objetivo do Festival foi alcançado na medida em que conseguiu atrair um grande público para prestigiar os artistas sergipanos que se apresentaram, e ao proporcionar para este público espetáculos de boa qualidade. “A diversidade primou neste Festival. Nós tivemos espetáculos de teatro, dança, das artes circenses, na rua e em espaços fechados, passando pelos três grandes teatros da capital, no interior do Estado. Este ano o Festival ampliou o seu campo de atuação, e torcemos que nos próximos anos nós possamos ter um Festival com mais produções e atendendo um público ainda maior”, ressaltou Lindolfo.

Selo Conexão Nordeste

Diversos espetáculos viabilizados pelo Selo Conexão Nordeste também marcaram presença no Festival de Artes Cênicas. Lançado durante o encerramento do XLI Simpósio do Encontro Cultural de Laranjeiras, o Selo Conexão Nordeste tem o intuito de somar esforços para ampliar a circulação artística e cultural da Região Nordeste.

O Selo foi criado para ser utilizado nos projetos de intercâmbio que recebem incentivo público, dentre eles o Festival Sergipano de Artes Cênicas, que trouxe espetáculos como “Palha Assada”, da Cia Orquídeas de Fogo, de Alagoas, e “Viagens aos Campos de Alfenim”, da Cia. Máscaras de Teatro, do Rio Grande do Norte.

“Ela Esteve Aqui”

Solidão, traição, dinheiro, saudade, silêncio, repetição. Questões recorrentes nos diversos relacionamentos da nossa sociedade foram tratadas com uma riqueza de detalhes no espetáculo “Ela esteve aqui”, do grupo de teatro ‘A Tua Lona’. A apresentação realizada no Teatro Tobias Barreto no último sábado, 30, foi responsável por encerrar as atividades do Festival Sergipano de Artes Cênicas 2016.

No elenco, os quatro integrantes: Cícero Júnior, Euler Lopes, Inês Reis e Marina Bezerra, representaram através dos casais protagonistas, os problemas que podem ser encontrados em todos os tipos de relações, entre casais, na família, grupos, ou com os amigos. Com texto de Euler Lopes, o espetáculo foi aplaudido de pé pelo público.

Para o ator e escritor do texto que deu origem ao espetáculo, Euler Lopes, o Grupo se sente realizado por ter finalizado mais uma vez o Festival Sergipano de Artes Cênicas, como ocorreu na última edição. “É uma forma de reconhecimento para gente, isso tudo é fruto de um trabalho muito grande, cansativo, mas, ao mesmo tempo, muito prazeroso”, acredita.

Público

O público esteve presente de forma intensa em todas as apresentações do Festival. Diversas classes, faixas etárias, gostos e estilos, marcaram um projeto plural como foi o Festival Sergipano de Artes Cênicas. Seja nos palcos dos teatros Tobias Barreto, Atheneu ou Lourival Baptista, nas praças e espaços públicos, no interior do Estado, milhares de pessoas puderam ter acesso à cultura de forma totalmente gratuita.

Uma destas pessoas foi a estudante Carla Maria, que compareceu ao Teatro Tobias Barreto no último sábado. Ela elogiou o espetáculo apresentado e disse ter ido a outras apresentações que ocorreram por meio do Festival. “Gostei muito da peça de hoje, da forma que eles trataram as relações como um todo. Compareci outras vezes ao teatro pra assistir outros espetáculos e gostei muito também”, relatou.

Ascom / Sec. de Estado da Cultura

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Chega a Sergipe neste domingo mais de 106 mil doses de Pfizer
Capitania dos Portos de Sergipe abre processo seletivo
Mulher é presa em flagrante pelo Denarc com centenas de munições, fuzil e drogas
Prefeitura realiza quarta edição especial do Programa Praia Limpa