Aracaju, 17 de setembro de 2021

Conheça tratamentos para a fertilização (Imagem: reprodução pixabay.com)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

A maternidade é desejada por muitas mulheres, mas é cada vez mais adiada pelo casal quando existe um planejamento. Hoje a mulher é independente e mesmo quando está em um relacionamento sério prefere investir na carreira primeiro para conquistar o sucesso profissional a fim de proporcionar o melhor para os filhos no futuro. Com todas essas questões é normal a gravidez ficar para depois, no entanto quando a mulher atinge certa idade fica um pouco mais difícil ocorrer a gravidez de maneira espontânea, por isso existem tratamentos que podem ajudar a mulher nessa etapa da vida. Conheça os principais abaixo e entenda como é o processo de cada um.

FIV

A fertilização in vitro, que é conhecida como FIV, é um dos métodos mais conhecidos pela sua eficiência. Ele consiste em fazer a fecundação do espermatozoide com o óvulo, ou seja, criar os embriões no laboratório. A mulher recebe medicações com hormônios que podem ser através de comprimidos ou injeções , para estimular as celulas na produção de óvulos para que mais tarde sejam recolhidos e fecundados no laboratório. Após o desenvolvimento dos embriões, eles são colocados no útero da paciente.

Coito programado

O coito programado consiste em melhorar os hormônios reprodutores da mulher para que ela esteja pronta para engravidar no ato sexual. O tratamento é parecido com o da FIV, a paciente recebe medicações via oral ou injeções, que tem a finalidade de estimular a produção de óvulos. Durante o tratamento o casal é orientado sobre qual o melhor momento para realizar a relação sexual.

Inseminação

A inseminação ultra interina possui o mesmo tratamento da FIV e do coito programado. Através de medicações via oral ou injeções a mulher recebe hormônios para induzir a produção de óvulos. A diferença é que após o colhimento e preparação do sêmen é colocado uma espécie de cateter dentro do útero da mulher, que na verdade é um processo simples e indolor, para que o sêmen seja injetado dentro do útero.

Preservação da Fertilidade

Além desses tratamentos é possível optar pela preservação da fertilidade, que é o congelamento de óvulos e/ou sêmen. Esse tipo de tratamento é bastante usado por pessoas que descobriram algum tipo de doença, como o câncer, que podem ou vão interferir na fertilidade. Além do congelamento do sêmen e óvulos, é possível congelar embriões e tecido ovariano.

Independente do tratamento que pretende escolher é importante consultar seu médico ou um ginecologista, ele poderá analisar melhor o seu caso e indicar o melhor tratamento.

Aline Matos

Assessora de Imprensa (Link Builder)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Hospital Cirurgia realiza ação para comemorar Dia Mundial da Segurança do Paciente
Preço médio do óleo diesel segue em alta no início do mês de setembro e litro se aproxima de R$ 5,00, aponta Ticket Log
Sergipe mantém vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos, priorizando portadores comorbidades
Município e Estado se reúnem para definir regras de retomada de público nos estádios