Aracaju, 22 de setembro de 2021

Governo do Estado constrói 24 mil casas populares em Sergipe (foto: Marcos Rodrigues)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Já são R$ 800 milhões investidos em parceria com o Governo Federal

Quase 24 mil residências foram garantidas aos sergipanos pelo Governo Estadual nos últimos nove anos. Dito de outra forma são aproximadamente R$ 800 milhões investidos. Números grandiosos, mas que ainda não traduzem a emoção de uma mãe que esta semana sentiu pela primeira vez a segurança de entrar em uma moradia de verdade, futuro lar dela e de sua única filha. Ela foi uma das 413 pessoas que receberam a casa própria no empreendimento Senador José Eduardo Dutra, no bairro Porto D’anta, zona norte da capital.

A diarista Maria de Fátima Gomes dos Santos cria sozinha a filha de 13 anos. A partir de agora, as duas terão um pouco mais de conforto. A antiga residência numa área insalubre, na invasão da avenida Euclides Figueiredo, com presença de ratos e falta de higiene, deu lugar ao auxílio moradia no bairro Coqueiral e, finalmente, à casa própria, a primeira de sua vida. Com lágrimas nos olhos, ela falou sobre a nova moradia.

“Ótima! Para quem não tem, está beleza, vou morar com a minha filhota. Chegou numa hora boa, graças a Deus, depois de tantos anos eu consegui. Eu dei graças a Deus por uma casa dessa, boa, pois eu nunca tive casa”, declarou ao entrar pela primeira vez na casa 6 da quadra 4 do conjunto de habitações.

Realizar o sonho de uma vida inteira é algo forte para o trabalhador de serviços gerais, Ednaldo Andralino de Jesus, que também não conteve as lágrimas. Membro do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu) há oito anos, ele batalhou muito até este dia. Morou em um galpão compartilhado por várias famílias no bairro Siqueira Campos e também passou pelo auxílio moradia. Casado, pai de três filhos menores de idade, ele é só agradecimento.

“Em nome de Jesus já sai do auxílio para minha primeira moradia conquistada através da luta e da força que Deus dá. Vamos continuar lutando para ajudar quem não tem. Vou me mudar hoje mesmo. A alegria é imensa”, contou.

Para uma família que cresce, a casa nova é o presente que faltava para a realização de uma vida. Jéssica Morgana Santos, perto dos oito meses de gestação, e o esposo Rodrigo Pereira aguardam Helen, que vai chegar já tendo um quartinho só seu.

“Morei no galpão até sair o auxílio e agora estou recebendo a casa. A sensação é de um sonho realizado. Foi muita luta, muita dificuldade que a gente passou nesse período e hoje estou muito satisfeita com a minha casa”, completa a jovem.

O empreendimento

O coordenador de Habitação da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), o engenheiro Marcos Teodoro, explica que o conjunto senador José Eduardo Dutra foi concebido para 580 unidades habitacionais e que todo ele está dotado de infraestrutura, ou seja, rede de drenagem, pavimentação, rede de abastecimento de água, esgotamento sanitário e iluminação pública. Além disso, 29 casas são adaptadas para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção.

“Em relação à questão ambiental, esta obra foi totalmente licenciada desde o princípio, com um projeto que levou em consideração as condicionantes da Adema, ou seja, fizemos tudo dentro da legislação ambiental. É um conjunto completo, bem projetado, com passeios, piso tátil e rampas para acessibilidade. São 18 quadras com casas com o lote padrão de 7,5x20m, o que vai permitir ao morador ampliar a casa. As casas já têm água encanada e energia elétrica instaladas. Ressaltando que foram entregues 413 casas e as 167 que faltam estão em fase de conclusão, para entregarmos o quanto antes”, informou.

A dona de casa Valéria Carvalho dos Santos, casada e mãe de um menino de cinco anos, ainda não acredita que já tem a sua moradia. “A minha primeira e abençoada casa própria. Onde eu residia era chão, areia, paredes de madeira, um barraco improvisado e no fundo da casa da minha mãe. Estava sem trabalho, com um filho e sem condições de sobrevivência, não tinha para onde ir e então fizeram o cadastro e fiquei uns três anos com o auxílio. Glória a Deus hoje estou realizando um sonho, eu não estou nem acreditando ainda. Só vou acreditar mesmo quando estiver dentro da minha casa”, disse.

Política habitacional

De acordo com o superintendente da Seinfra, Ubirajara Barreto, o conjunto habitacional Senador José Eduardo Dutra foi erguido pelo Governo do Estado, com financiamento do governo Federal, por meio do programa Pró-Moradia, num investimento de aproximadamente R$ 35 milhões. Mas, além desse programa, a política habitacional do governo executa outros projetos distribuídos em todo o estado, iniciativas próprias e junto com os municípios.

“De 2007 a 2014, o Estado concluiu 11.716 unidades habitacionais, no valor de R$ 155 milhões. Somente na gestão atual do governador Jackson Barreto, ou seja, de 2015 a 2016, foram 12.058 unidades distribuídas da seguinte maneira: 942 casas concluídas, 4.510 em execução e 6.606 a executar, que somam um montante de R$ 345,5 milhões”, informa o superintendente. Na soma de 2007 aos dias atuais, temos exatas 23.774 moradias num investimento de R$ 799,5 milhões, contando já entregues e em execução.

São exemplos dos empreendimentos em execução, os residenciais Recanto Verde 1 e 2, na cidade de Estância, onde a contrapartida do Estado é no valor de R$ 12 milhões. Esta é uma parceria com o Ministério das Cidades para a construção de 458 casas.  Já em Tobias Barreto, foram contratadas R$8,5 milhões do governo do estado nos empreendimentos Agripino 1 e 2, no total de 610 casas executadas por meio do programa Minha Casa Minha Vida.

Existem ainda moradias sendo executadas pelo Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FINIS), responsável atualmente pela execução de 22 residências na Barra dos Coqueiros e 28 em Itaporanga d’Ajuda, essas últimas já sendo entregues. Segundo Ubirajara Barreto, também já foram entregues residências em Moita Bonita e nos próximos 30 dias serão entregues em Capela.

Existe ainda a chamada Oferta Pública, realizada diretamente com o Ministério das Cidades e outros agentes financeiros, sem participação da Caixa Econômica Federal. Em Sergipe, existem dois em execução distribuídos em 21 empreendimentos com total de 908 casas em construção. Também são desenvolvidos no Estado os Planos Nacional de Habitação Rural (PNHR) e Nacional de Habitação Urbana (PNHU). Neles, o estado executa a infraestrutura e o Governo Federal, através da Caixa ou do Ministério das Cidades, executa as moradias. Os Planos são executados na Barra dos Coqueiros, Maruim e Riachuelo.

Novos lançamentos

Atualmente o Governo do Estado dá andamento a um projeto na modalidade Chamamento Público, já encaminhado a Caixa Econômica para a construção de cerca de 1100 unidades no residencial 1º de Maio, em Nossa Senhora do Socorro. Um investimento de R$ 100 milhões. “Futuramente, Aracaju ganhará mais um empreendimento localizado no Recanto das Mangabeiras (Cabo do Revólver), no bairro Santa Maria. O governo busca a doação do terreno por parte da Superintendência do Patrimônio da União para dar início às tratativas para elaboração de projeto e execução”, conta o superintendente da Seinfra.

Para o governador Jackson Barreto, investir em habitação é oferecer dignidade aos sergipanos. “Nosso trabalho é ampliar a qualidade de vida dos sergipanos. A política habitacional, desenvolvida em parceria com o Governo Federal, segue essa linha. Como gestor, é uma alegria participar da realização de um sonho para 24 mil famílias. Ter uma moradia é ser reconhecido como cidadão. Essas famílias passam a ter endereço, água encanada, rede de esgoto, ou seja, condições dignas de vida”.

Fonte: ASN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Serhma realiza instalação de equipamento para monitoramento do Jacarecica I
Polícia Civil cumpre mandado de prisão por cyberstalking e indução ao suicídio
Covid-19: casos no país diminuem após ajuste de dados em estados
Caixa paga  auxílio emergencial a nascidos em fevereiro