Aracaju, 17 de setembro de 2021

LEI SECA: NOVOS HÁBITOS GARANTEM MAIS SEGURANÇA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Polícia Militar de Sergipe, por meio da Companhia do Policiamento de Trânsito (CPTran), desencadeou, na última sexta-feira, 06, a Mega Operação Lei Seca, em dois pontos da capital: na avenida Beira Mar, no bairro 13 de Julho; e na avenida Mário Jorge Vieira, no bairro Coroa do Meio. A ação envolveu mais de 40 policiais militares, com o apoio da Delegacia Especial de Delitos de Trânsito.

Entre as 20h da sexta-feira e as 12h do sábado, foram realizados 122 testes de bafômetro e confeccionados 30 autos de infrações. Durante a operação, a PM recolheu 20 carteiras de habilitação e dois documentos de licenciamento de veículo; autuou 24 por embriaguez ao volante, sendo 16 por recusa simples (ato de se recusar a soprar o etilômetro, sem condução do condutor à delegacia), cinco aplicações de medidas administrativas (condutor sopra o bafômetro e apresenta índice de 0.05 mg/L a 0.33 mg/L de ar expelido pelos pulmões), dois flagrantes com condução à Delegacia Plantonista (condutor sopra o bafômetro e apresenta índice igual ou maior a 0.34 mg/L de ar expelido pelos pulmões) e uma recusa com indícios de embriaguez (condutor recusa, mas, por apresentar indícios, é conduzido à delegacia), combinado com desacato.

A todos os casos de embriaguez ao volante são também aplicadas as medidas administrativas de recolhimento de CNH, retenção do veículo até a presença de condutor habilitado para retirá-lo e a autuação inerente à infração. Houve, ainda, uma prisão por desacato a policial de serviço, cujos infratores foram devidamente conduzidos à Delegacia Especializada que se encontrava extraordinariamente de plantão em atendimento à demanda da operação.

Se comparada à Mega Operação ocorrida em maio de 2015, foi possível observar uma mudança no comportamento dos motoristas durante toda a blitz. “Diversos veículos estavam sendo conduzidos pelas esposas ou por uma pessoa, eleita ‘amigo da rodada’, que não haviam ingerido bebida alcoólica. Quando convidados a realizarem o teste do bafômetro, os condutores não hesitavam. Observou-se, também, um grande quantitativo de táxi, inclusive maior do que veículos particulares. Esta mudança de comportamento resultou numa importante diminuição tanto nas prisões com relação à ‘bebida X álcool’, como nas autuações de medidas administrativas (menor que 0,34mg/l)”, declarou a capitã Manuela Gomes, comandante da CPTran.

Vale ressaltar que no ano de 2015, foram confeccionados 96 autos de infração, sendo 40 por embriaguez, e 21 motoristas foram conduzidos à delegacia. “Isto mostra que as operações inibem que condutores assumam o volante após o consumo de bebida alcoólica, resultando numa maior conscientização por todos os envolvidos na mobilidade urbana. Em consequência, diminuímos a incidência de mortes e traumas no trânsito, promovendo mais segurança para a sociedade”, concluiu a capitã.

Polícia Militar do Estado de Sergipe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Ribeirópolis alcança marca histórica de 300 dias sem registro de homicídios
“Orientação e perfil são garantias de sucesso no mercado”, diz consultor
Socorro realizará drive-thru da Semana Nacional de Trânsito
Estado de Sergipe registra crescimento de 17,6% no setor de serviços