Aracaju, 28 de setembro de 2021

CRESS pede apoio para melhorias no exercício da profissão (Acrisio Siqueira)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por: Moema Lopes

Tribuna A atuação do assistente social nas políticas públicas de Aracaju e a inserção desse profissional nas escolas da rede pública foram temas da Tribuna Livre desta terça-feira (11), na Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA). A presidente do Conselho Regional de Serviço Social (CRESS), Itanamara Guedes Cavalcante, foi quem defendeu os pleitos da categoria.

“Estamos aqui para partilhar com cada um dos senhores vereadores sobre os nossos espaços. Garantir a qualidade de atendimento em espaços dignos com condições mínimas de trabalho. Nós do serviço social entendemos que a população quando procura um profissional da área merece respeito e dignidade e a dignidade acontece no seu atendimento profissional”, disse ela.

Itanamara Guedes informou não ter condições de atender uma mãe, ou adolescente que cumpre uma medida socioeducativa com qualidade, por exemplo, reflete como a população é tratada em todo país. “Quando pedimos concurso público é porque é necessário o compromisso com o desenvolvimento da sociedade. Porque jamais se pode atender com liberdade profissional quando esse espaço é político, ideológico”, explicou.

Na oportunidade, a presidente do CRESS ressaltou que é essencial a participação do assistente social na educação pública. “Lembro-me de quando recentemente um professor foi vítima da reação de um aluno. Isso mostrou o quanto precisamos de assistentes sociais e de uma segurança nas salas de aula. É por isso também que hoje estamos aqui. Pela necessidade de ocuparmos as escolas para garantir também o desenvolvimento social e humano desses estudantes. É no processo de educação que criança e adolescente têm oportunidade de escolher o que é certo e errado”, informou.

Pronunciamentos – Para o vereador Valdir Santos (PtdoB), todos os gestores públicos já deveriam realmente colocar nas escolas um trabalhador do Serviço Social. “Porque o primeiro contato quando houvesse algum problema, seria com o assistente social. As crianças também são vítimas de estresse. Chegam a casa não têm um ambiente tranquilo, ou encontram um pai ou uma mãe desempregado. E esse é um problema de todo país. Temos que apoiar mesmo esses profissionais e cobrar que haja estrutura de trabalho. Esse é o papel do vereador e eu vou cumpri-lo, cobrando o que é de direito de todos”, apoiou.

O vereador Iran Barbosa (PT) também prestou apoio à categoria, deixando claro que essa é uma pauta que envolve a necessidade da população de poder contar com um serviço de Assistência Social qualificado. “A luta de vocês é a nossa luta e essa semana, com certeza, será uma pedra no alicerce para que vocês tenham melhores condições de trabalho”, disse, referindo-se ao debate do orçamento municipal retomado nesta semana.

“Passamos por um processo de reestruturação administrativa, onde transformaram a Secretaria de Assistência Social em Secretaria da Família. O que revelou minimizar e reduzir a assistência social. Infelizmente agora a gente passa por um processo de descontrole social. Isso é um problema em todo país, cuja política não está de acordo com o que merece a população”, afirmou a vereadora Lucimara Passos (PcdoB), ao ressaltar que por ter uma maioria de mulheres, a área de Serviço Social também sofre com o preconceito e o machismo. “O que torna mais árdua a luta”, disse.

Outro que também prestou apoio aos profissionais da assistência social foi o vereador Emmanuel Nascimento (PT). “É importante que nós todos trabalhemos pelo fortalecimento da política na assistência social. O interesse tem que ser esse. Porque ação é o serviço. É preciso ver a assistência social não como caridade, mas como uma política de direito. Fortalecendo essa política, vamos fortalecer também os profissionais da área”, explicou o parlamentar. “No serviço público e nas políticas públicas é indispensável o papel que vocês tem a cumprir”, disse o vereador Dr Emerson Ferreira (REDE).

Foto: Acrisio Siqueira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Samuel decidirá adiar casamento com Zayla em ‘Nos Tempos do Imperador’
Juliette recebe Pabllo Vittar no ‘TVZ’: ‘Fico hipnotizada quando olho pra ela!’
Larissa Manoela sai do mar de maiô cavado e ganha curtida de affair
Aos prantos, Luisa Mell relembra violência médica: “Não quero viver assim”