11/05/16 - 06:05:14

Hospital de Estância é referência em cirurgias gerais no Centro Sul (Foto: SES)

A unidade fecha o primeiro quadrimestre com a realização de 122 cirurgias

O Hospital Regional Dr. Jessé de Andrade Fontes, gerenciado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da Fundação Hospitalar de Sergipe (FHS), atua de maneira resolutiva em casos cirúrgicos gerais na região centro sul do estado. A unidade fecha o primeiro quadrimestre com a realização de 122 cirurgias. Somente no mês de abril, 38 pacientes se beneficiaram do serviço.

Dentre os casos mais recorrentes no Hospital Regional de Estância (HRE) estão as apendicectomias. Assim são chamadas as intervenções destinadas à remoção do apêndice, em decorrência, geralmente, de infecção.

A estrutura oferecida pelo HRE conta com três salas cirúrgicas. Segundo a superintendente do HRE, Luciana Carvalho, a demanda é permanente e o centro cirúrgico tem atendido, de maneira satisfatória, aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “São realizadas cirurgias de urgência e emergência quase que diariamente”, acrescenta a gestora.

Uma equipe composta por seis profissionais se envolve nesses processos. São eles: cirurgiões, anestesiologista, enfermeiro, técnico de enfermagem e instrumentador. Já em relação aos leitos, a unidade dispõe de um total de 64, sendo 15 deles reservados aos internamentos cirúrgicos.

Como suporte para esses atendimentos, a infraestrutura do HRE conta, ainda, com uma Central de Material e Esterilização (CME), que é responsável pelos cuidados com artigos e instrumentais médico-hospitalares. A unidade possui também uma Sala de Recuperação Pós-Anestésica (SRPA) com três leitos.

Para a população que reside, ou que necessita desses serviços no Centro Sul sergipano, a possibilidade de realizar cirurgias no HRE gera facilidades, assim como agilidade no encaminhamento. Esses fatores contribuem com a descentralização dos serviços de saúde e aumentam o índice de resolutividade dos casos sem que precisem ser encaminhados ao Hospital de Urgências de Sergipe (Huse). O fato é revelado a partir de dados que apontam a redução gradativa do número de transferências que passou de 109, em janeiro deste ano, para 69, em março.

Vale destacar que alguns procedimentos mais simples são realizados fora do centro cirúrgico, a exemplo do “desbridamento”, como é chamada a retirada de tecido desvitalizado ou de corpo estranho de uma ferida.  “Esse processo é realizado na sala de sutura e promove a revascularização da região afetada”, explica Luciana.

Alcance

O Hospital Regional de Estância, inaugurado há quatro anos, leva ao Centro Sul sergipano atendimento de urgência e emergência 24hs por dia. São beneficiados usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Estância, mais 11 municípios do estado, além de pacientes oriundos de cidade fronteiriças da Bahia e Alagoas.

Desde 2015, muitas melhorias vêm sendo realizadas na unidade. Os investimentos incluem revitalização na infraestrutura, assim como ampliação da equipe médica que, do ano passado para cá, passou de 12 para 59 profissionais. Essa ampliação leva ao aumento de pessoas beneficiadas pelo HRE.

Fonte: SES