12/05/16 - 17:48:36

EM SERGIPE, NÚMERO DE HOMICÍDIOS CAI 7% NO MÊS DE ABRIL

A Secretaria da Segurança Pública divulgou na manhã desta quinta-feira, 12, o relatório de produção dos trabalhos desenvolvidos pelas polícias Militar e Civil, no primeiro quadrimestre do ano, objetivando reduzir os índices de criminalidade em nosso Estado.

No total foram 82.034 acionamentos ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), dos quais resultaram no atendimento de 39.178 ocorrências por equipes da Polícia Militar (PM). Os gestores ainda alertam que muitos dos acionamentos foram cancelados por se tratarem de trotes.

De acordo com o comandante do Policiamento Militar da Capital, coronel Vivaldy Cabral, o policiamento tem sido realizado com base em análises estatísticas feitas por meio dessas ocorrências. ” Ao levarmos em  consideração a quantidade de acionamentos e a mancha criminal onde se concentram os delitos, é possível direcionar a ação de operações como a ‘Sergipe Mais Seguro’ e ‘Saturação’ resultando positivamente na redução da criminalidade. Como exemplo, o município de Barra dos Coqueiros reduziu praticamente a zero a quantidade de crimes violentos letais intencionais (homicídio). O fenômeno ocorreu com base no emprego consciente da tropa na localidade.”, esclarece.

Outra consequência do trabalho direcionado foi o aumento em 32% do número de armas de fogo apreendidas pela instituição, correspondendo a 226, enquanto em 2015, no mesmo período, foram apreendidas 171. Com relação ao número de pessoas conduzidas às delegacias pela Polícia Militar, no primeiro quadrimestre do ano, o Comando do Policiamento Militar da Capital conduziu 2.212 pessoas, enquanto o Interior levou às unidades de Polícia Civil, 875. O número de operações também foi bem maior: 517 este ano contra 74 no ano passado, atingindo 309.960 abordagens.

No interior, o comandante do Policiamento Militar do Interior, tenente coronel Iranildo Campos, atrela os bons resultados ao aumento da tropa no interior sergipano. ” A chegada de novos policiais e a lotação no interior foi o principal fenômeno que deu causa ao decréscimo nos índices de ocorrências” comenta.

Quanto à Polícia Civil, entre Delegacias Metropolitanas, Especializadas e do interior, foram concluídos em abril 845 inquéritos policiais (IP’s) com autoria definida. Sem autoria, foram 97 inquéritos. O coordenador da Polícia Civil na Capital, delegado André Baronto, destaca a atuação das unidades.

Em abril, estão em andamento 6.871 inquéritos policiais e foram registrados nas unidades da Polícia Civil 9.094. Já autos de investigação de ato infracional, quando envolve crianças e adolescentes, foram 43 casos. Foram registradas ainda, 373 prisões em flagrante em abril nas Delegacias da capital, regiao metropolitana e interior e mais 117 pessoas foram presas por cumprimento de mandados de prisão. Outros 13 adolescentes foram apreendidos em abril de 2016.

Fonte: SSP