Aracaju, 17 de setembro de 2021

Assistidos pela Cohidro poderão receber assistência técnica (Foto: ascom)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Prestes a entrar em operação no Estado, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) está selecionando municípios sergipanos para a aplicação do programa em que grupos de 20 agricultores irão receber, por dois anos, atendimento técnico individualizado e capacitações coletivas, principalmente na gestão técnica econômica de propriedades rurais. Serão três ramos de produção agrícola os atendidos em Sergipe: o de gado de leite – Programa Sertão Empreendedor em parceria com o Sebrae – o da Citricultura e também na área da Horticultura.

Os Perímetro Irrigado Piauí, administrado pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) em Lagarto, dispõe de número de produtores irrigantes suficientes para compor um destes grupos atendidos pela ATeG voltada à Horticultura, tanto na convencional quanto na orgânica, defende a gerente do polo agrícola, Gilvanete Teixeira. “Atendemos 421 agricultores com irrigação e parte considerável deles se dedicam a produção de hortaliças. Temos agricultores convencionais que utilizam produtos químicos, os que têm intenção de parar o uso e os que já são orgânicos”.

Para Gilvanete, um grupo considerável de agricultores poderia ser formado, se reunir os orgânicos com aqueles que têm a intenção de fazerem a conversão para o método agroecológico. “Vamos repassar ao Senar-SE uma lista com os agricultores propensos a receberem a atenção do projeto”, informou. Hoje existem 11 produtores com registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Perímetro Piauí, que formam um Organismo de controle Social (OCS) com autorização à venda direta de alimentos sob a especificação de orgânicos.

A possibilidade de o Piauí ser inserido no projeto da ATeG se deu com a visita, ao polo de irrigação, da coordenadora do programa de Assistência Técnica e Gerencial do Senar-SE, Luana Aragão, nesta terça-feira, 11. Ela veio conhecer e cadastrar o polo agrícola como uma possível localidade a receber o atendimento. “Serão visitas de 4h mensais a cada agricultor e pecuarista, isso acrescido ainda de cursos para capacitações em empreendedorismo rural. Como programa terá duração de quatro anos, e possível que os municípios atendidos possuam dois grupos, com 20 produtores cada”, explicou.

Para o presidente da Cohidro, José Carlos Felizola Filho, o Perímetro Irrigado reúne características suficientes para receber o serviço do Senar. “O perímetro irrigado possui quase 30 anos de existência e há 20 anos tem agricultor produzindo sem o uso de agrotóxicos. Capacidade de produção, durante todo ano, eles têm com a irrigação pública oferecida pelo Governo do Estado. Um apoio gerencial como este, para transformar em negócio a atividade rural, só tende a melhorar a capacidade de geração de renda para esses agricultores, suas famílias e trabalhadores rurais. Iniciativa que será bem-vinda”, considerou.

Diretor de Irrigação da Cohidro, João Quintiliano da Fonseca Neto, vai mais longe e considera que o empreendedorismo pode consolidar o cultivo de orgânicos no perímetro irrigado. “Às vezes, o que falta é apoio com um programa desses, para que o agricultor possa aderir completamente à ideia de produzir sem os agrotóxicos. Isso vale também para quem já é orgânico, pois a comercialização diferenciada, do produto, ainda é o maior obstáculo a ser superado por quem escolheu esse método de cultivo. Saber como vender o orgânico ainda é uma dificuldade, tanto para o produtor como para o consumidor entender o porquê da diferença no preço em função da qualidade do produto final. O que muitas vezes desestimula o agricultor”, concluiu.

Fonte Cohidro, com informações da Assessoria de Comunicação do Senar/SE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe registra 1 morte nesta sexta, depois de 6 dias sem óbitos
Doações de órgão: chances dos sergipanos precisarem de transplante são bem maiores
Hospital Cirurgia realiza ação para comemorar Dia Mundial da Segurança do Paciente
Preço médio do óleo diesel segue em alta no início do mês de setembro e litro se aproxima de R$ 5,00, aponta Ticket Log