Aracaju, 18 de outubro de 2021

Martim (Lee Taylor) trabalha na restauração do sítio de Aracaçu (Carlos Betão), quando uma espécie de choro chama sua atenção

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Martim (Lee Taylor) trabalha na restauração do sítio de Aracaçu (Carlos Betão), quando uma espécie de choro chama sua atenção. Ele segue na direção do barulho e encontra, escondida em meio a caatinga, uma cruz fincada no chão. O som dos lamentos parecem vir debaixo dela. Desesperado, o fotógrafo ceifa a vegetação que esconde o objeto e pede ajuda ao velho que o auxilia na reforma da propriedade.

O desconhecido, no entanto, não escuta o mesmo som que o irmão de Tereza (Camila Pitanga) e alerta, afastando-se aos poucos: “Isso num é de Deus, moço… É obra do cão!”. O fotógrafo, filho do Saruê (Antonio Fagundes), ignora o aviso do velho e descobre, embaixo do mato, a cruz que indica o local onde seus avós maternos foram enterrados.

Fonte: globo.com

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Homem morre após ser atropelado na BR-101 no município de Capala
Seduc inicia Simula Enem presencialmente a partir desta segunda
Dia do Médico: Novos desafios da categoria após a pandemia
Brasil registra 130 mortes por covid-19 e 5,7 mil casos em 24 horas