Aracaju, 31 de julho de 2021

COMITÊ DE RESÍDUOS SÓLIDOS DECIDE PELO AFASTAMENTO CANINDÉ

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na manhã dessa segunda-feira (16), prefeitos sergipanos estiveram reunidos na sede da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES) para decidir sobre o impasse que vem emperrando os trabalhos do Comitê de Resíduos Sólidos dos Municípios do Baixo São Francisco. Em decisão unânime dos presentes, foi votado o afastamento de Canindé do São Francisco como membro participante, já que o mesmo, através de um representante da Prefeitura, não aceitou contribuir com 0,30% de sua receita para criação de um sistema que atendesse aos 28 municípios participantes.

O comitê agora conta com 27 membros, sendo seu presidente o prefeito de Propriá, José Américo. “Não tínhamos mais como aceitar essa posição. Estamos sendo cobrados pela sociedade e também pelo Ministério Público para que o projeto continue. Canindé alega que devido a sua receita ser alta, iria pagar mais que os outros participantes. Mas tudo isso já foi discutido em ata, nas reuniões que tivemos, onde a base de cálculo foi feita em cima da receita do município”, explicou o gestor.

De acordo com o secretário de Finanças de Canindé, José Santos de Andrade, a não aceitação do município ao acordo firmado pelo comitê se deve ao fato de que somente Canindé irá orçar com quase 30% dos custos para implementação do sistema de aterros sanitários e tratamento do lixo gerado na região. “Trouxe uma proposta onde sugerimos a mudança da participação por membro, sendo que os cálculos seriam pelo número de habitantes. Ou se não, Canindé contribuía com um valor referente a um município com as mesmas proporções dele, como Nossa Senhora da Glória. Dá forma como está, não entendemos como justa essa participação”, retrucou o secretário.

Para o prefeito de Aquidabã e presidente da Federação, Marcos de Acauã, a resolução desse impasse irá atender as necessidades dos envolvidos, pelo menos, por enquanto. “Esse é um problemas que estamos convivendo faz tempo e não podemos esperar mais. A situação não está nada fácil para os municípios sergipanos, por isso temos que ir atrás de resoluções para que esse problema dos resíduos sólidos tenha uma solução adequada”, frisou o presidente.

T.Dantas Comunicação e Marketing

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Belivaldo assina Ordem de Serviço da  etapa 2ª do Canal Remanso
Quinto dia de greve conta com caminhada e apitaço em Maruim
Belivaldo elogia trabalho de André e diz que Edvaldo foi feliz na parceria 
Motoristas de carro fumacê são capacitados pela Funesa