Aracaju, 26 de outubro de 2021

Saúde em frangalhos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

Nunca em toda a história de Aracaju a saúde municipal esteve tão abandonada quanto agora. Desde que assumiu a administração da cidade, o prefeito João Alves Filho (DEM) tem feito pouco caso deste setor tão importante para a população carente. Tanto isso é verdade que nos últimos três anos seis pessoas já dirigiram ou tentaram a Secretaria da Saúde. Todos bateram em retirada ao perceberem o desprezo do prefeito com a área, a falta de interesse em investir para melhorar a qualidade do atendimento, o desrespeito com os profissionais e o descaso como trata os hospitais, clínicas e laboratórios parceiros. Diante de tamanha calamidade, não se pode deixar de apoiar a nova greve deflagrada ontem pelos médicos, injuriados com a falta de palavras do gestor, que insiste em não atender as reivindicações da classe e melhorar a qualidade do serviço. Para se ter uma idéia do desdém como Alves Filho trata a categoria, tem uma médica de um posto de saúde, no bairro Santos Dumont, que leva de casa um ventilador porque não suporta o calor no consultório onde atende a população doente e esquecida por João Promessa. Lastimável!

Pros se define

Depois do PSD, agora foi a vez de o PROS anunciar apoio à pré-candidatura de Valadares Filho (PSB) a prefeito de Aracaju. A adesão significa mais tempo para a propaganda no rádio e na TV, Além da força de trabalho dos pré-candidatos a vereador pelo PROS. Satisfeito com o apoio do Partido Republicano da Ordem Social, Vavazinho anunciou que em breve outras legendas estarão se juntando ao seu projeto político.

Tudo como dantes

A cúpula do PT sergipano se apressou em desmentir que tenha desistido de apoiar o prefeiturável Zezinho Sobral (PMDB). Em nota, o partido diz que segue indefinido até junho e que não tomará qualquer decisão antes de ouvir o governador Jackson Barreto (PMDB). Não são poucos os petistas defensores de uma aliança com o PCdoB do prefeiturável Edvaldo Nogueira. Resta saber dos dois pré-candidatos, qual conquistará o apoio do desgastado PT.

Apaga velinhas

Criada pelo empresário e ex-governador Augusto Franco, a TV Atalaia completa nesta terça-feira, 41 anos de fundação. Seu primeiro nome era Televisão 31 de Março, numa clara alusão à data de aniversário do golpe militar, que em 1975 completava 11 anos de vigência e atrocidades no Brasil. Alguns de principais programas lançados na estreia da emissora da colina do Santo Antônio foram o “Repórter 8” e o “Nosso Mundo Infantil”.

Golpista

Não chamem para o mesmo palanque o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) e o presidente biônico Michel Temerário (PMDB): “Não reconhecemos este roedor, que aplicou um golpe travestido de legalidade, que vem a ser o mais perverso e dissimulado”, reage o petista. Segundo Gualberto, “a medalha de ouro da república de Curitiba será prender Lula, pois para eles o golpe tem começo, meio e fim. Só não combinaram nada disso com o povo”, alerta. Misericórdia!

Pra ser político

Ser enganador, mentir
Enrolar, ser trambiqueiro
Gostar de fazer promessa
Não pagar, ser trapaceiro
Eis os requisitos básicos
Do político brasileiro.

A definição acima está no bem acabado cordel ‘Perfil do Político Brasileiro’ do poeta paraibano Vernaci Santos do Nascimento.

Reforma já!

E o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) entende que o Brasil carece de uma reforma política-eleitoral aprofundada. O jovem parlamentar não economiza nas criticas ao jogo político de bastidores praticado no país há anos: “Nosso sistema eleitoral está falido”, discursa. Segundo Passos, ou o Brasil muda a forma de fazer política ou continuará tendo problemas graves. É vero!

Ditador copiado

O criticado presidencialismo de coalisão/cooptação foi a marca destacada do ministério do presidente tampão Michel Temer. Quem pensa assim é o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto. Segundo o causídico sergipano, “repetir a formação ministerial do ditador Geisel, décadas depois, pode ter sido mesmo a mudança mais notada, ainda que involutiva”. Cruz credo!

BRT paraguaio

Em artigo sobre o recente bloqueio do WhatsApp, o professor emérito da Universidade Federal de Sergipe, Odilon Cabral Machado, tirou a maior onda com o BRT paraguaio de João Alves Filho: “Se em nossa capital discute-se o BRT de cartolina, ou de purpurina, por melhor compatibilidade ao colorido sonho da realidade digital…”.  E prossegue o mestre: “Porque se é possível com uma leve pintura de faixa azul criar uma linha dura por crime novo, mesmo que “Nullum crimen nulla poena si non lege…”. Aff, Maria!

Meu pai, pai!

Veja o que publica hoje em seu blog o jornalista Diógenes Brayner: “Rola em Brasília a notícia de que o conselheiro aposentado do TCE, Reinaldo Moura, deve assumir a Superintendência Regional da Codevasf. Substitui ao advogado Said Schoucair”. Reinaldo vem a ser pai do deputado federal e candidato a líder do governo na Câmara, André Moura (PSC).

Tá lembrado?

Quase não se fala mais sobre a grave denúncia de malversação da verba indenizatória da Câmara de Aracaju que, segundo a Polícia, teria sido garfada por 15 alegres vereadores. E o que dizer dos nossos 16 deputados estaduais cassados sob a acusação de fazerem mau uso das verbas de subvenção da Assembleia? Enquanto todos eles seguem flanando, ninguém trata mais destes assuntos. Até parece que neste país o crime é pra ser esquecido. Êta seu menino, que Brasilzão sem jeito!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A República, em 15 de dezembro de 1946

Resumo dos jornais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

PC prende suspeitos de roubo de motocicleta praticado em Socorro
Pré-candidatos plantam verde
Mais de 140 crianças e adolescentes de SE foram mortos de forma violenta e intencional 
Aracaju anuncia nova antecipação da 2ª dose da vacina AstraZeneca nesta terça-feira