Aracaju, 2 de agosto de 2021

Jailton Santana propõe implantação de táxi compartilhado (Foto Acrisio Siqueira)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O vereador Jailton Santana (PSDB) apresentou, na manhã desta quarta-feira (18), um Projeto de Lei que regulamenta o compartilhamento de táxi bandeira em Aracaju. Em seu pronunciamento no grande expediente da sessão plenária da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) o parlamentar detalhou como a medida funcionaria e destacou que essa pode ser a alternativa para resolver problemas que atormentam o trânsito na capital sergipana.

Segundo a proposta, os atuais detentores de alvará de táxi poderão transportar passageiros desde que estejam cadastrados. Os veículos farão rotas específicas e poderão ser divididos por dois, três ou quatro passageiros. “Aquele que tem veículo poderá deixar o veículo em casa e utilizar o táxi compartilhado pagando mais barato, ou seja, vamos reduzir os congestionamentos nas vias. Não estamos acabando com táxi bandeira, implantando Uber e nem ampliando os táxis lotação, mas essa medida incentiva o uso do táxi como transporte público”, explica Santana.

A cobrança da tarifa será individual e dividida entre os passageiros. Os valores serão definidos pelo Executivo caso a lei seja aprovada.

O parlamentar destacou ainda que a propositura também será viável para solucionar os problemas enfrentados pelos profissionais regulamentados, por conta da atuação de transportadores irregulares conhecidos como clandestinos.

“Em Aracaju o taxista é diariamente massacrado pela ação dos clandestinos apesar dos esforços do Poder Público para coibir o transporte irregular de passageiros. Recentemente vimos um suposto taxista irregular atirar contra agentes da SMTT e não podemos mais aceitar essa situação. Só pode atuar, em nossa capital, aquele que tem a licença da SMTT e cumprem suas obrigações. Discuti a proposta do táxi compartilhado com o Sindicato da categoria que nos deu total apoio”, enfatiza Jailton Santana.

O sistema de táxi compartilhado já existe em Belo Horizonte (MG) e transporta cerca de 12.500 passageiros por dia. Agora, o PL precisa da aprovação dos demais parlamentares para entrar em vigor na capital sergipana. Alguns, já manifestaram apoio à proposta. “Se for para beneficiar a comunidade, pode contar com meu voto”, assegurou o vereador Emmanuel Sobral (PT), em aparte.

Will Rodriguez

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Em Aracaju, 16,4 mil pessoas estão aptas a receber 2ª dose de AstraZenca e Pfizer
“Somos ricos em gás e minérios e referência para o país agora e nos próximos anos”, diz Belivaldo
No próximo sábado vai ter Fora Bolsonaro na Feira do município de Siriri
Unigel inaugura oficialmente fábrica no município de Laranjeiras