Aracaju, 27 de julho de 2021

CPMF NÃO RESOLVE O PROBLEMA DAS CONTAS , DIZ ECONOMISTA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A volta da CPMF, conhecida como imposto do cheque, deve ser descartada pelo Governo Temer segundo alguns colunistas têm apontado em jornais do país. Para o Economista-Chefe da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), Rodrigo Rocha “o maior desafio para o Governo Temer é do lado dos gastos e deve ser superado através de maior eficiência e não através de uma receita que punirá ainda mais a sociedade brasileira”.

Em 2015 o governo federal gastou R$ 1,2 trilhão ou quase um quinto do PIB (Produto Interno Bruto). Já os 27 estados gastaram juntos, pouco mais de R$ 536 bilhões ou um décimo de tudo o que foi produzido no país.

“A preocupação é disciplinar o gasto, adequando-o ao ritmo de crescimento econômico do país”, pontua Rocha. Atualmente, de R$ 100 dispendido pelo Governo federal, apenas R$ 10 é usado livremente pelo poder executivo, sendo todo o resto determinado pela Constituição Federal.

Para ele a economia pode iniciar a recuperação no segundo semestre se o governo avançar na agenda de reformas, mas alerta que “o desafio é alinhar as forças políticas para avançar, pois, a partir do diálogo com a classe empresarial, a equipe econômica tem capacidade de elaborar propostas que alavanquem a economia”.

UNICOM/FIES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Cícero do Santa Maria realiza atendimento na Casa de Apoio, no bairro Santa Maria
SES registra 282 casos de Covid-19  e mais três óbitos nesta segunda-feira
Edital de Convocação de Assembleia de Fundação de Associação
Futura acomodação