Aracaju, 2 de agosto de 2021

A caminho da maternidade para visitar a irmã, Titi Müller se envolveu em uma confusão com um taxista no Rio de Janeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A atriz Tainá Müller deu à luz na sexta-feira (27) seu primeiro filho, Martin, fruto do relacionamento com o diretor Henrique Sauer.

A titia Titi Müller, irmã de Tainá, foi a primeira pessoa a ‘entregar’ a notícia. Em seu Snapchat, ela postou o emoji de um bebê com a palavra ‘cheguei. Para QUEM, a assessoria de imprensa confirmou o nascimento e afirmou que mãe e criança passam bem.

Tainá anunciou em janeiro, também por meio das redes sociais, que estava grávida: “1+1= 3? Sim”, comemorou ela.

Titi Müller é encaminhada para delegacia
A caminho da maternidade para visitar a irmã, Titi Müller se envolveu em uma confusão com um taxista no Rio de Janeiro. Em conversa com QUEM, a apresentadora afirmou tudo começou porque o taxista estava com dificuldade de chegar à maternidade: “Ele estava errando o caminho e não tinha GPS. edi pra ele parar pra pegar informação de como chegar na maternidade. Ele surtou, me ofendeu e disse que não ia cobrar. Cheguei a pé aqui”, disse ela, já de volta à Perinatal para ver Tainá e o filho.

A apresentadora afirmou ter sido verbalmente agredida pelo taxista, que a expulsou do carro e a dispensou do pagamento. Meia hora depois, no entanto, ela afirma que o motorista voltou com a polícia, que deu voz de prisão a ela por ‘tráfico de influência’.

“Acabei de ser presa porque um taxista me deixou na maternidade. Eu saí do carro praticamente aos pontapés a uma quadra e meia do hospital e ele tinha me liberado de pagar a corrida.  A corrida tinha dado R$ 35 ele falou que não precisaria pagar. Saí do carro com minha mala e fui pra maternidade”, afirmou ela de dentro da viatura.

No Twitter, a apresentadora ainda ter sido verbalmente agredido pelo taxista e pediu ajuda: “Qualquer advogado do Rio que esteja perto da 9ª DP: Fui expulsa do taxi por um taxista que me expulsou do carro chamando de puta.Me deixou de mala no meio da rua e depois chamou a polícia. Estou perdendo o melhor momento da minha vida nessa delegacia, sendo que fui vítima.

Após a passagem pela delegacia, Titi afirmou que o policial militar que cuidou da ocorrência foi advertido após o caso e que pretende tomar as medidas cabíveis contra o taxista e a cooperativa responsável pelo motorista.

Fonte: globo.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Deputado Laércio Oliveira mantém agenda intensa pelo interior do Estado
SES registra 333 casos de Covid-19  e mais cinco óbito neste domingo
Ventos derrubam telhado e arvores, com riscos em Aracaju
Rebeca Andrade e a tática de esconder o jogo: “Melhor surpreender aqui”