Aracaju, 28 de setembro de 2021

PMA fará seleção criteriosa para concessão de auxílio-moradia (Foto André Moreira)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A secretária municipal da família e da assistência social, Maria do Carmo do Nascimento Alves, reuniu-se novamente, na manhã desta quinta-feira, 26, com representantes da Ocupação Nasce uma Esperança e membros da Defensoria Pública de Sergipe a fim de solucionar o problema das famílias que ocupam o prédio da Prefeitura de Aracaju, desde o início desta semana. Na ocasião, a secretária declarou que irá cadastrar as cerca de 120 famílias que ocuparam o prédio e fará uma seleção criteriosa para a concessão do auxílio-moradia. “Faremos uma seleção criteriosíssima para a concessão do aluguel social, baseada em um cruzamento de dados rigoroso. Caso a família tenha casa em seu nome ou não resida no município de Aracaju, não receberá o benefício”, destacou a secretária.

Ainda durante a reunião, Maria do Carmo lembrou que esta é uma solução temporária. “O certo é que cada um tenha a sua moradia popular. O auxílio é uma solução de curto prazo”, ressaltou. As famílias que atenderem aos critérios da lei municipal que garante a concessão do auxílio-moradia em Aracaju receberão o benefício até que sejam inseridas em programas de habitação popular.

Moradia

Esta não é a primeira vez que a Prefeitura Municipal de Aracaju soluciona a problemática de moradia de famílias provenientes de ocupações. Atualmente, mais de 1.200 famílias recebem o aluguel social na capital sergipana, totalizando um gasto de mais de R$ 4 milhões pagos com recursos do município.

“Nesta gestão, já solucionamos problemas de várias ocupações, como a Dandara, Casarão do Parque, Novo Amanhecer, Tio Zé e Marivan, onde as famílias passaram a receber o aluguel social”, afirmou a secretária de assistência social, lembrando que a Prefeitura de Aracaju também abriu, recentemente, inscrição para obtenção de casas populares. “No total, foram mais de 35 mil inscritos que almejam uma moradia. Infelizmente, constatamos que a maioria das famílias da Nasce uma Esperança não se inscreveu para o sorteio das casas do residencial Vida Nova Santa Maria, que ficam localizadas próximas ao local em que essas famílias se encontram atualmente”.

Ascom AAN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Samuel decidirá adiar casamento com Zayla em ‘Nos Tempos do Imperador’
Juliette recebe Pabllo Vittar no ‘TVZ’: ‘Fico hipnotizada quando olho pra ela!’
Larissa Manoela sai do mar de maiô cavado e ganha curtida de affair
Aos prantos, Luisa Mell relembra violência médica: “Não quero viver assim”