Aracaju, 31 de julho de 2021

SALDO DE EMPREGOS FORMAIS CAI NO MÊS DE ABRIL EM SERGIPE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), indicou que, no quarto mês do ano, Sergipe apresentou um saldo (total de admissões menos total de desligamentos) negativo de 1.262 empregos formais.

Entre os setores pesquisados, o de Serviços Industriais de Utilidade Pública (grupo que inclui as empresas responsáveis pela distribuição de serviços essências, como água e energia elétrica, por exemplo) apresentou o maior saldo negativo, fechando o mês de abril com 829 empregos a menos, porém este resultado concentrou-se na atividade de coleta de resíduos não-perigosos, com saldo negativo de 817 empregos formais. Tal resultado está ligado ao processo de mudança da empresa que faz os serviços de limpeza urbana em Aracaju, tendo diversos desligamentos no período, porém com possíveis contratações para os próximos meses.

A Indústria de Transformação também contabilizou grande redução de empregos formais, com saldo negativo de 597 vagas. O ramo industrial que mais colaborou negativamente para esse resultado foi o da fabricação de produtos de Minerais Não-metálicos que fechou o mês de abril com 132 empregos a menos. A produção de açúcar, também apresentou redução, fechando o mês com 52 empregos formais a menos.

No acumulado do ano (janeiro a abril), Sergipe já contabiliza um saldo negativo de 9.964 empregos, os destaques foram os resultados negativos da Indústria de Transformação e da Agropecuária, com redução de 5.746 e 2.286 vagas de empregos, respectivamente

Entre os municípios sergipanos com mais de 30 mil habitantes, Aracaju apresentou o maior saldo negativo, com a redução de 1.000 empregos formais, só em abril de 2016. Nossa Senhora do Socorro e Capela, também apresentaram saldos negativos, de 153 e 92, respectivamente, no mês em análise. A cidade de Lagarto e Itabaiana, por exemplo, apresentaram saldos positivos de emprego em abril, 120 e 47, novos empregos formais respectivamente.

Unicom/FIES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Aracaju mantém a vacinação contra covid-19 neste final de semana        
LIRAa: Aracaju permanece em médio risco de infestação por Aedes
Belivaldo Chagas em Japaratuba dá ordem de serviço, bate bola com André Moura e diz que Zeca da Silva subirá mais um pouco
Influenza: PMA alerta gestantes sobre importância vacinação