Aracaju, 24 de janeiro de 2022

Instituto Banese realiza o tradicional São João da Gente (Foto: Divulgação)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Os festejos juninos correspondem à época do ano de maior celebração em Sergipe e no museu que é um dos maiores símbolos da cultura sergipana a comemoração desse período já virou tradição. É que a cada ciclo junino o Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda se enfeita de cores e elementos típicos e realiza uma programação arretada para receber sergipanos e turistas de todas as idades com brincadeiras, dança e música características desse momento do ano tão rico de significados.

É para difundir, promover e valorizar a cultura sergipana marcada por manifestações artísticas e culturais tão expressivas e envolventes que o Instituto Banese e o Governo de Sergipe, através do Museu da Gente Sergipana, realizam mais uma edição do São João da Gente Sergipana. A programação, que acontecerá todas as sextas-feiras, de 03 a 17 de junho, contará com muito forró, brincadeiras, oficina, teatro, quadrilha junina, barco de fogo e espadas de Estância.

No dia 03, primeira sexta-feira do São João da Gente Sergipana, às 15h, o Samba de Coco São Benedito, do município Nossa Senhora do Socorro, comandará a Brincadeira no Museu, trazendo para o público o tradicional Samba de Coco, dança de origem africana, diretamente ligada à formação dos Quilombos, mas com forte influência indígena. Na Rua São Benedito, o costume de dançar o Samba de Coco surgiu no ano de 2001 para comemorar o primeiro dia de São João na tentativa de reavivar a cultura do Samba de Coco adormecida na cidade.

No mesmo dia, às 18h, o grupo de teatro Imbuaça apresentará ‘A Peleja de Leandro na Trilha do Cordel’. O espetáculo mistura ficção e realidade para narrar a trilha, nem sempre reta, da vida do inventor da literatura de cordel, o poeta paraibano Leandro Gomes de Barros. A encenação, suave e brincante, permite conhecer o cordelista e a sua realidade alocados numa história onde o protagonista vê-se envolto com personagens e paisagens da sua própria criação presentes em sua vasta obra. Tudo numa atmosfera de celebração, onde canto, conto e dança se entrelaçam para avivar a trajetória e o legado literário daquele que Drummond considerou “O Príncipe dos Poetas”.

A programação continuará no dia 10 de maio, com a Oficina Sons Juninos, realizada com o apoio do Centro de Aprendizagem Musical (CAM). A atividade, ministrada pelo instrutor Wesley Barbosa, será uma vivência com os instrumentos relacionados à música regional junina. Podem participar adultos e crianças a partir de 03 anos de idade. Em seguida, às 17h, a quadrilha junina Xodó da Vila Mirim dançará ciranda, xote, xaxado e baião através de coreografias criativas marcadas por passos em pares e anunciados por um linguajar matuto. Já no último dia do São João da Gente Sergipana, 17 de maio, a programação acontecerá das 15 às 20h, com Pisada Burundanga, com o Grupo Burundanga Percussivo; forró 30 anos de Sergival – Festança; Barco de Fogo e Espadas de Estância; além de Feirinha da Gente, com artigos relacionados ao ciclo junino trazidos por artesãos de municípios sergipanos e pela juventude do projeto ‘Japaratuba em Rede: Juventude, Cultura e Cadeias Produtivas’.

Ações educativas também farão parte da programação. A partir do dia 07 de junho, todas as terças e quintas, às 10h, haverá Oficina de Adereços Juninos; e às quartas-feiras, às 14h, a brincadeira será com Pescaria no Balaio Cultural, sob a organização da equipe de educadores do Museu da Gente Sergipana que também receberá os visitantes com dicas de simpatias e receitas juninas.

A programação é aberta ao público em geral e totalmente gratuita, basta levar a animação e disposição para brincar e dançar. Nos dias 03, 10 e 17, o museu ficará aberto das 10h às 17h. O Museu da Gente Sergipana está localizado na Avenida Ivo do Prado, 398, Centro, em Aracaju. Para mais informações, entrar em contato através do telefone (79) 3218-1551.

Confira a programação completa:

Dia 03 de junho (Sexta-feira)

15h

Brincadeira no Museu, com Samba de Coco São Benedito

18h

Espetáculo “A Peleja de Leandro na Trilha do Cordel”, com o grupo Imbuaça

Dia 10 de junho (Sexta-feira)

15h – 17h

Oficina Sons Juninos

Vivência com os instrumentos relacionados à música regional junina, com Wesley Barbosa, do Centro de Aprendizagem Musical (CAM).

Para crianças a partir de 03 anos e toda a família

17h

Apresentação da Quadrilha Junina Xodó da Vila Mirim

Dia 17 (Sexta-feira)

15h às 20h

– Feirinha da Gente, com produtos relacionados ao ciclo junino

– Na Pisada do Burundanga, com o grupo Burundanga Percussivo

– Barco de fogo e espadas de Estância

– Forró: Sergival 30 anos – Festança

E mais:

A partir de 07/06:

– Oficina de adereços juninos, terças e quintas-feiras, às 10h;

– Pescaria no Balaio Cultural, quartas-feiras, às 14h

* Nos dias 03, 10 e 17, o museu estará aberto das 10h às 17h

Fonte: Instituto Banese/Museu da Gente Sergipana

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prefeitura de Santana do São Francisco autoriza pacote de seis obras na Cohab velha
Suspensão dos prazos processuais prorrogada até 28/1
Seduc inicia matrícula para os alunos que desejam mudar de escola
Portabilidade numérica – Sergipe ultrapassa 348 mil trocas de operadoras de telefonia