Aracaju, 17 de setembro de 2021

A famosa “marmita” ganha versão sofisticada (foto: imagem divulgação)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

De acordo com a pesquisa realizada este ano da ASSERT, Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador, o preço médio geral de uma alimentação saudável completa (prato + sobremesa + bebida + café) em restaurantes das principais cidades da região Sudeste brasileira, chega a R$ 37,38 no Rio de Janeiro; R$ 30,98 em São Paulo e R$ 24,52 em Belo Horizonte. Nas regiões Sul, Nordeste e Norte o valor gira em torno de R$ 30 e o Centro-Oeste fica com o menor custo, R$ 26,73.

Em contrapartida, com base em acordos coletivos recentes entre empresas e sindicatos, de São Paulo, por exemplo, o valor mínimo do benefício de vale refeição recebido pelos trabalhadores ficou ajustado para R$ 19,50 por dia. Diante deste cenário e da crise econômica que estamos passando, muitas empresas que pagavam o benefício de vale refeição ou disponibilizavam almoço no próprio estabelecimento buscaram uma oportunidade de economia, sem prejudicar seus colaboradores, apostando em locais que inovam em suas refeições, prezam pela qualidade e possuem preços acessíveis.

Pensando neste mercado, o Brasileirinho Delivery incentiva parcerias corporativas que, atualmente, representam 40% do faturamento dos franqueados da rede, facilitando também a gestão da entrega, chegando a ser possível transportar até 40 unidades em um único pedido. A marca foi pensada e tem o objetivo de otimizar os custos com a alimentação diária para quem trabalha fora de casa, apresentando sofisticação através da evolução das “marmitas”, servindo refeições típicas brasileiras em delivery e “in box” por preços acessíveis. O box mais econômico custa R$ 10,90 de acordo com a região. O valor médio do box é R$ 14,50 e o ticket médio varia entre R$ 16a R$ 20.

Mesmo trabalhando com preços baixos, o Brasileirinho Delivery aposta em promoções como o “Box do Dia”, onde cada dia é eleito uma opção de box que normalmente custa 15% menos do que em dias normais. Esta estratégia tem trazido bons frutos para a rede que já consegue mensurar um aumento de até 30% nas vendas apesar deste período de instabilidade econômica.

Por: Caio Dueñas – Eonomídia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sesc lança Semana Move na orla de Atalaia em Aracaju
Semana Nacional do Trânsito é aberta em Sergipe
Incêndio atinge apartamento no Centro de Aracaju. O trabalho durou cerca de 3 horas
Aracaju: Avenida Beira Mar terá trânsito temporariamente bloqueado domingo