Aracaju, 25 de setembro de 2021

CARDOZO ENTRA COM RECURSO E PROTESTA DA REDUÇÃO DE PRAZO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo protocolou no final da tarde desta sexta-feira (3) no Senado um recurso ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que está à frente do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Cardozo contesta a redução do prazo para as alegações finais de Dilma, afastada de suas funções desde 12 de maio, proposto pela senadora Simone Tebet (PMDB-MS) e acatado pelo presidente da comissão do impeachment, senador Raimundo Lira (PMDB-PB).

O prazo foi reduzido no colegiado de 15 para cinco dias na fase de alegações finais. “É inaceitável que a defesa seja manietada dessa maneira”, disse o advogado de Dilma ao sair da reunião do colegiado ontem (quinta, 2). “Não precisa comer prazo, votar em globo. Ninguém está procrastinando nada. Podemos, tranquilamente, terminar o processo em setembro, mas eles querem acelerar o processo”, criticou Cardozo.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), em nota divulgada nesta sexta-feira (3), também criticou a intenção da comissão do impeachment de reduzir o prazo da defesa. No comunicado à imprensa, Renan diz que “é imperioso agilizar o processo para que não se arraste indefinidamente. Para tal, é possível reduzir formalidades burocráticas, mas sem restringir o devido processo legal e principalmente o direito de defesa. Dez dias na história não pagam o ônus de suprimi-los”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia prende mulher que praticou roubo de motocicleta no Bugio
Enock Ribeiro, secretário Socorro, recebe Título de Cidadão Sergipano
Eliane participa reunião com articuladores do Selo UNICEF
Fábio Reis assina ordem de serviço para pavimentar povoado